Artes visuais

Mestres da gravura estão em nova exposição do Margs

Obras de Vasco Prado, Danúbio Gonçalves e outros integram mostra que poderá ser visitada a partir desta quarta-feira

18/07/2017 - 16h27min | Atualizada em 18/07/2017 - 16h28min
Mestres da gravura estão em nova exposição do Margs Divulgação/Margs
Gravura "Recanto de Galpão" (1965), de Carlos Scliar Foto: Divulgação / Margs  

A gravura e sua importância para a arte gaúcha são temas da exposição que será inaugurada nesta quarta-feira no Margs: Uma Possível História da Arte do Rio Grande do Sul: Os Clubes de Gravura e a Permanência do Suporte. Trata-se do terceiro módulo de uma série de mostras organizadas pela equipe do museu que tem ocupado a Galeria Aldo Locatelli desde janeiro. Em tom pedagógico, elas usam obras do acervo para contar capítulos da constituição do cenário artístico gaúcho.

O ponto de partida da exposição são os clubes de gravura criados nos anos 1950. Marcados pelo forte viés social, eles reuniram alguns dos maiores nomes da arte no Estado, valorizando e difundindo a linguagem. Do clube de Porto Alegre (CGPA), a mostra traz obras de Vasco Prado (1914-1998) e Carlos Scliar (1920-2001); do clube de Bagé (CGB), há trabalhos de Danúbio Gonçalves (1925) e Glênio Bianchetti (1928-2014). Os clubes funcionavam como consórcios de gravura com associados que pagavam mensalidades e recebiam obras. 

– Por ser uma obra múltipla em sua essência, pois é possível ter diversas cópias de uma matriz, a gravura sempre foi considerada inferior à pintura ou à escultura. Com esses movimentos, que não ocorreram apenas no RS, essa técnica se difundiu – diz Carolina Bouvie Grippa, do Núcleo de Curadoria do Margs. 

Leia mais sobre mostras em cartaz:
Exposição resgata importância da primeira geração de artistas mulheres do RS
Outras notícias de artes visuais 

No total, serão exibidas 32 obras de 14 artistas. Além dos membros dos clubes, há nomes que fizeram carreira no Estado nas décadas seguintes, como o gaúcho Otacílio Camilo (1959-1989) e a uruguaia Anico Herskovits, representados por obras de diferentes técnicas, como xilogravura, gravura em metal e litografia.

A mostra traz ainda duas vitrines com documentos, como um cartaz criado por Scliar, matrizes de xilogravura e materiais que incluem tinta, rolo e goivas. Em outubro, a galeria recebe a última exposição da série, que direciona o foco para a arte contemporânea.

Uma Possível História da Arte do Rio Grande do Sul: Os Clubes de Gravura e a permanência do suporte
Exposição que reúne gravuras de artistas do acervo do museu. 
De quarta-feira (19/7) até 8 de outubro.
Galeria Aldo Locatelli do Margs (Praça da Alfândega, s./n), fone: (51) 32272311.
Entrada Franca. Visitação de terças a domingos, das 10h às 19h.
Visitas mediadas podem ser agendadas no e-mail educativo@margs.rs.gov.br.

"Estampas", de Anico Herskovits Foto: Divulgação / Margs

OUTRAS MOSTRAS EM CARTAZ NO MARGS
A Paisagem no Tempo: Carlos Petrucci e o Acervo do Margs 
Mostra de Carlos Petrucci e outros artistas do acervo que destaca o exercício de contemplação proporcionado pelo registro do espaço e do tempo.
Pinacoteca do Margs. Até 24/9.
Trajetória da Luz
Fotografias de Leon Santos.
Salas Negras. Até 13/8. 
Paris! 
Fotografias de Douglas Fischer capturadas em Paris.
Café do Margs. Até 20/8.
Velejando
Fotografias de Fabiano Benedetti, vencedor do Concurso de Fotografias da AAMARGS 2017, sobre a paixão por velejar.
Bistrô do Margs. Até 31/8.

PRÓXIMAS EXPOSIÇÕES
Neon
Pinturas recentes de Gelson Radaelli. De 25/7 até 10/9.
Do Quadrado à Paisagem
Pinturas de Angela Zaffari. De 3/8 até 24/9.

"Trançando", de Glênio Bianchetti Foto: Divulgação / Margs
Obra de Chô Dorneles Foto: Divulgação / Margs

Últimas notícias de entretenimento

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.