Arte urbana

Autor de grafites espalhados pelas ruas de Porto Alegre, Marcelo Pax inaugura a exposição "Utopias"

Mostra será aberta nesta terça, no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo

07/08/2017 - 18h19min | Atualizada em 07/08/2017 - 18h19min
Autor de grafites espalhados pelas ruas de Porto Alegre, Marcelo Pax inaugura a exposição "Utopias" Denison Fagundes/Marginal Club
Retrato de Marcelo Pax trabalhando em seu ateliê. Atrás dele, uma pintura inacabada que fará parte da exposição Foto: Denison Fagundes / Marginal Club  

Quem passeia pela Cidade Baixa com um mínimo de atenção já conhece o trabalho de Marcelo Pax – grafites em cores vibrantes que às vezes ocupam fachadas inteiras. Povoadas por monstros de bocas abertas, as pinturas também são avistadas facilmente pelo quarto distrito e pelo Centro, onde grafitou um mural de quatro andares (Rua Mal. Floriano Peixoto, 33) em parceria com o artista Jotapê Pax. A partir desta terça-feira, várias de suas obras estarão reunidas em um lugar só: o Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, que sedia a mostra Utopias

Leia mais:
Artistas Jotapê e Celo Pax inauguram novo grafite na Cidade Baixa
Mural colorido do gaúcho Marcelo Pax é destaque do Rooftop do Hotel Laghetto Viverone Moinhos 

Para sua maior exposição até hoje, Celo Pax (como assina seus trabalhos) trabalhou todos os dias durante um ano, em 50 obras, sendo 40 inéditas. A maioria foi realizada em tinta acrílica e spray sobre tela, mas há também aquarelas, instalações e rascunhos, além de uma pintura na parede da galeria concebida como um ¿cenário¿ para que as pessoas entrem no universo do artista. Um vídeo ainda leva para a mostra as obras que estão nas ruas da Capital e de outras cidades. 

Para Celo Pax, Utopias celebra a marca de 15 anos grafitando as ruas e, paralelamente, fazendo trabalhos para interiores – sua principal fonte de sustento. Durante o período, formou um público cativo:

– Recebo muitas mensagens de seguidores dizendo que minhas cores e criaturas animam o dia deles, que mudam um trajeto pra passar na frente, tiram fotos, me marcam. É o que mais me agrada: a arte fazer sentido para as pessoas que exploram a cidade – revela o artista.

Para o curador da mostra, o artista e gestor cultural André Venzon, Celo Pax é um dos nomes mais atuantes da arte urbana em Porto Alegre.

– É um grande colorista. Na exposição, vamos ter a oportunidade de verificar que Celo se revela um tonalista também quando elege uma palheta menos vibrante para caracterizar o tema das Utopias – avalia Venzon. 

A palavra ¿Utopia¿ (do grego, ¿lugar que não existe¿), que batiza a exposição, está refletida de maneira simbólica nas obras, que exibem criaturas em movimento e linhas do horizonte. Também expressa o idealismo de Celo:

– Essa arte tem o poder de transformar o cenário urbano, tanto por levar arte de forma democrática para a rua quanto por botar cor em lugares que não estão sendo usados pra nada – diz o artista.

– Tem algo do dia-a-dia de sobreviver, de ousar olhar o mundo e pensar em lugares melhores. E do quanto pode ser conflituoso e até solitário acreditar em utopias – complementa Venzon.

Leia mais sobre as exposições que estão em cartaz:
Instituto Goethe inaugura exposição de Bruno Tamboreno e Gilberto Tomé 
Eduardo Haesbaert revela trabalhos inéditos na mostra "Remove"
Outras notícias de artes visuais 

UTOPIAS
De Marcelo Pax
Abertura terça-feira (08/08), às 19h.
Sala Arquipélago do Centro Cultural CEEE Erico Verissimo (Rua dos Andradas 1.223), no Centro Histórico, em Porto Alegre.
Visitação: de terça a sexta, das 10h às 19h, e sábados, das 11h às 18h.
A exposição: artista Marcelo Pax exibe 50 obras inéditas em tinta acrílica e spray sobre tela, aquarelas, instalações, estudos e vídeo.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.