Tensões globais em debate

Fronteiras do Pensamento discutirá desigualdade social e o recuo da democracia em diferentes países

Entre os conferencistas que virão à Capital nos próximos meses estãoo escritor israelense Amós Oz e o economista francês Thomas Piketty

Por: Alexandre Lucchese
17/03/2017 - 07h00min | Atualizada em 17/03/2017 - 17h08min

Nos últimos 10 anos, o Fronteiras do Pensamento trouxe a Porto Alegre alguns dos principais intelectuais do mundo. A lista de convidados de 2017 faz jus às edições anteriores. Entre os conferencistas que virão à Capital nos próximos meses estão nomes que aliam profundidade de pensamento com sucesso editorial, como o escritor israelense Amós Oz, com traduções em dezenas de idiomas, e o economista francês Thomas Piketty, autor do best-seller O Capital no Século XXI.

Completam o time de palestrantes deste ano o italiano Carlo Rovelli, os franceses Gilles Lipovetsky e Alain Finkielkraut, o brasileiro Eduardo Giannetti, o cubano Leonardo Padura, o britânico Niall Ferguson e a norte-americana Martha Nussbaum.

O cientista político e professor Fernando Schüler, curador do evento, explica que os convidados foram selecionados por tocarem de modo original em questões fundamentais no debate público atual, como a tensão cultural causada pelas migrações para a Europa e o recuo das democracias e das liberdades individuais em diferentes países.

– Nosso objetivo não é tomar partido, mas expor questões – diz Schüler. – Segundo um estudo da Freedom House, houve um recuo das liberdades civis nos últimos 11 anos, um deslizamento das garantias democráticas em nome de nacionalismos e xenofobia. E há o problema do crescimento da desigualdade global, se é ou não uma consequência do desenvolvimento econômico e qual seu impacto ético.

A primeira conferência em Porto Alegre está marcada para o dia 15 de maio, com o físico Carlo Rovelli, autor do best-seller Sete Breves Lições de Física.

– O Fronteiras tem a tradição de discutir temas de ciência. O que mais nos interessa é como a ciência é pensada na sociedade e na educação. Nesse sentido, a física tem ocupado o lugar da filosofia na busca por respostas para os grandes mistérios que ocupam o homem – explica o curador.

Com exceção da palestra de Thomas Piketty, que será no Auditório Araújo Vianna, todos os encontros serão no Salão de Atos da UFRGS. O pacote de ingressos custa R$ 1.680, com desconto para inscritos no Fronteiras em edições anteriores, médicos cooperados Unimed Porto Alegre, professores da PUCRS e da UFRGS e beneficiários de meia-entrada. Sócios do Clube do Assinante poderão comprar os bilhetes pagando 30% a menos. A compra deve ser realizada no site fronteiras.com ou na Bamboletras (Lima e Silva, 776, loja 3) e no Instituto Ling (João Caetano, 440). Os tíquetes não são vendidos individualmente.

O Fronteiras do Pensamento Porto Alegre é apresentado por Braskem, com patrocínio Unimed Porto Alegre e Hospital Moinhos de Vento, parceria cultural PUCRS e Instituto CPFL, e empresas parceiras CMPC Celulose Riograndense, Souto Correa, Sulgás e Thyssenkrupp. Parceria institucional Fecomércio e Unicred, e apoio institucional Embaixada da França e Prefeitura Municipal de Porto Alegre. Universidade parceira UFRGS e promoção Grupo RBS.

FRONTEIRAS DO PENSAMENTO 2017
Ciclo de conferências entre 15 de maio e 4 de dezembro.
Ingressos: o pacote para todos os encontros custa R$ 1.680 (pode ser parcelado em cinco vezes no cartão de crédito). Há descontos para participantes de edições anteriores, médicos cooperados Unimed Porto Alegre e professores da PUCRS e UFRGS.
À venda a partir de 22 de março em fronteiras.com, na livraria Bamboletras (Lima e Silva, 776) e no Instituto Ling (João Caetano, 440). É possível reservar ingressos pelo telefone 4020-2050 entre os dias 16 e 21 de março, das 9h às 19h. Pacotes adquiridos até 30 de abril garantem ingresso extra para a palestra de Thomas Piketty.
Sócios do Clube do Assinante têm 30% de desconto. Acesse clubedoassinantezh.com.br.

Mesmas questões, diferentes olhares
Elenco de conferencistas do Fronteiras do Pensamento 2017 inclui nomes de áreas tão diferentes como física, filosofia e economia:

THOMAS PIKETTY

Foto: Justin Sullivan / GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP

Economista francês
Em Porto Alegre em 28 de setembro, no Auditório Araújo Vianna

Hoje com 45 anos, Thomas Piketty ganhou reconhecimento internacional com o livro O Capital no Século XXI, lançado originalmente em 2013 e convertido em best-seller em diversos países no ano seguinte. Nascido em Clichy-la-Garenne, na região dos Altos do Sena, o economista também estudou Matemática e concluiu seu doutorado em Filosofia aos 22 anos (com tese sobre redistribuição de riqueza). Professor do MIT, nos EUA, e o primeiro diretor da Escola de Economia de Paris, Piketty aborda, na sua obra consagrada, o papel da desigualdade de renda e da má distribuição da riqueza na formação da estrutura social contemporânea. Para Piketty, essa é uma das causas dos principais problemas econômicos e políticos verificados na sociedade global atual.Além da enorme popularidade, o livro conquistou elogios de leitores notáveis, como o Nobel de Literatura Paul Krugman, que nomeou-o como o volume ¿mais importante da década¿.Piketty, que já esteve em São Paulo em 2014, será o grande astro do Fronteiras Porto Alegre 2017. Por conta da expectativa de grande público, a organização repetiu o que fez com Ian McEwan e Richard Dawkins, levando sua conferência a outro palco que não o já tradicional Salão de Atos da UFRGS.

AMÓS OZ

Foto: Uzi Varon / Divulgação

Escritor israelense
Em Porto Alegre em 28 de junho, no Salão de Atos da UFRGS

Oz virá pela primeira vez a Porto Alegre. Autor de livros como Judas (2012) e De Amor e Trevas (2003), é também ativista político: é o principal representante do movimento Paz Agora. Com a experiência de quem participou da Guerra dos Seis Dias e da Guerra do Yom Kipur, costuma tratar em sua obra sobre a persistência dos afetos em situações de violência. Sua obra mais recente publicada no Brasil é Como Curar um Fanático.– Os escritores têm uma pauta mais livre no Fronteiras – comenta o curador Fernando Schüler. – O que nos interessa nesses convidados, Oz incluído, é que deem seu depoimento com um olhar mais subjetivo.

CARLO ROVELLI

Foto: Carlo Rovelli / FOTOSEDE

Físico teórico italiano
Em Porto Alegre em 15 de maio

Até pouco tempo atrás, Rovelli era conhecido apenas pelos colegas de seu campo de estudo. Mas foi repentinamente alçado ao status de best-seller internacional. A virada se deu em 2014, quando reuniu artigos publicados em um jornal italiano no livro Sete Breves Lições de Física, explicando o funcionamento do universo de modo acessível. Já seu segundo livro, A Realidade Não É o que Parece, acaba de ser lançado no Brasil e aborda como as noções a respeito da realidade mudaram ao longo do tempo. Em sua conferência, a primeira do Fronteiras do Pensamento Porto Alegre 2017, Rovelli deve tratar de como o ensino da física e de outras disciplinas deve ser estimulado nas escolas e na sociedade.

LEONARDO PADURA

Foto: Ivan Giménez / Divulgação,Editora Boitempo

Escritor cubano
Em Porto Alegre em 21 de agosto

Jornalista de formação, Leonardo Padura ficou conhecido a partir dos anos 1990 por seus romances policiais, tendo como protagonista o melancólico detetive Mario Conde – as histórias inspiraram a série de TV Quatro Estações em Havana, disponível na Netflix. Reconhecimento ainda maior viria com o lançamento do monumental O Homem que Amava os Cachorros (2013), livro com quase 600 páginas em que mescla ficção e história para narrar a trajetória do revolucionário russo Leon Trotski. Em sua conferência, deve tratar do modo como o ideal socialista se fundiu à identidade cubana.

EDUARDO GIANETTI E GILLES LIPOVETSKY

Eduardo Gianetti Foto: Maykon Lammerhit / Agencia RBS
Gilles Lipovetsky Foto: Andréa Graiz / Agencia RBS

Economista brasileiro e filósofo francês
Em Porto Alegre em 5 de junho

Crítico da sociedade de consumo, Lipovetsky volta a Porto Alegre após lançar Da Leveza, em que trata de como o conceito de leveza é cada vez mais valorizado atualmente, inspirando produtos diversos, de celulares slim a alimentos sem caloria. O teórico francês, que é conhecido desde a década de 1980 pela abordagem original do mundo da moda em O Império do Efêmero (1987) e da perda de sentido das grandes instituições em A Era do Vazio (1988), conversará com o mineiro Gianetti, que em seu mais recente trabalho, Trópicos Utópicos (2016), defende que a sociedade brasileira é dotada de uma leveza que a distinguiria de outras, tendo um "dom de celebrar a vida". Gianetti é doutor em Economia pela Universidade de Cambridge e autor de best-sellers como Autoengano (1997) e O Valor do Amanhã (2005).

ALAIN FINKIELKRAUT

Foto: Calaude Truong Ngoc / Creative Commons

Filósofo francês
Em Porto Alegre em 6 de novembro

Filósofo francês de origem polonesa com dezenas de livros publicados, Finkielkraut tem presença constante na mídia de seu país de origem, alcançando tanta popularidade quanto desafetos. Rotulado por colegas como "neorreacionário" e "ultradireitista", é acusado frequentemente de xenofobia. A base das críticas é motivada pelo ceticismo do estudioso em relação ao progresso e aos direitos humanos. Para Finkielkraut, é preciso advogar em defesa dos valores, das tradições ou das instituições centrais da cultura ocidental. Seu livro mais recente, Por uma Decência Comum, foi publicado em 2010.

NIALL FERGUSON

Foto: Beowulf Sheenan / Divulgação

Historiador escocês
Em Porto Alegre em 23 de outubro

Professor de História em Stanford, foi o primeiro convidado para este ciclo do Fronteiras do Pensamento, pois seu livro Civilização (2011) é considerado por estudiosos como uma das maiores referências para entender a tensão cultural entre Ocidente e Oriente, um dos temas centrais do Fronteiras neste ano. Segundo o autor, o Ocidente teria sobrepujado os impérios do Oriente por melhor dominar seis "aplicativos": a competição, a ciência, o direito de propriedade, a medicina, o consumo e a ética do trabalho. Apresentador de televisão e palestrante requisitado, Ferguson já esteve na lista das cem pessoas mais influentes do mundo publicada pela revista norte-americana Time.

MARTHA C. NUSSBAUM

Foto: Jerry Baue / Creative Commons

Filósofa norte-americana
Em Porto Alegre em 4 de dezembro

Martha Nussbaum é uma das mais influentes defensoras do ensino de humanidades nos sistemas de educação. Professora da Universidade de Chicago, já lecionou nas universidades Harvard e Brown e foi conselheira do Instituto Mundial de Pesquisa em Economia do Desenvolvimento da ONU. No Brasil, tem três livros editados: A Fragilidade da Bondade, Sem Fins Lucrativos e Fronteiras da Justiça. Também tem trabalhos sobre feminismo, repensando as relações de gênero dentro das famílias. É uma referência da área no pensamento internacional contemporâneo.


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.