Obituário

Dramaturgo Edward Albee, autor da peça "Quem tem medo de Virginia Woolf", morre aos 88 anos

Americano foi três vezes vencedor do Prêmio Pulitzer

16/09/2016 - 22h13min | Atualizada em 16/09/2016 - 22h14min
Dramaturgo Edward Albee, autor da peça "Quem tem medo de Virginia Woolf", morre aos 88 anos UH Photographs Collection,1948-2000/Wikicommons
Foto: UH Photographs Collection,1948-2000 / Wikicommons

Um dos maiores dramaturgos do século 20, o americano Edward Albee, três vezes vencedor do Prêmio Pulitzer, morreu nesta sexta-feira em sua casa em Long Island, nos Estados Unidos. Ele tinha 88 anos, e enfrentava problemas de saúde havia meses.

Autor cujo olhar sarcástico levou aos palcos uma crítica feroz às convenções da sociedade tradicional e as sequelas psicológicas do modo de vida americano, Albee escreveu peças que se tornaram clássicos temporâneos do teatro em língua inglesa. 

Leia mais:
Família de Domingos Montagner agradece carinho dos fãs
Enterro de Domingos Montagner será neste sábado, em São Paulo

Estreou com o impactante História do zoológico, em 1959, e produziu outros grandes textos como A caixa de areia (também 1959), Um equilíbrio delicado (1967), e a francamente autobiográfica Três mulheres altas (1994).Seu drama mais conhecido, contudo, foi Quem tem medo de Virginia Woolf. Escrita em fins de 1961, a peça contrapõe um casal maduro de acadêmicos vivendo uma relação dependente e recheada de álcool e recriminações, e um jovem par recém-casado que pensa ser diferente, mas talvez só tenha convivido por menos tempo. 

Elizabeth Taylor e Richard Burton no filme baseado na peça homônima "Quem tem medo de Virginia Woolf" Foto: Divulgação / Ver Descrição

O texto se tornou um sucesso internacional ao ser filmado por Mike Nichols em 1966, com Richard Burton e Elizabeth Taylor como o casal mais velho – casados na vida real, Burton e Taylor trouxeram para os papéis elementos de suas próprias batalhas conjugais, em um dos duelos em cena mais memoráveis da história de Hollywood.

Ao longo de sete décadas, sua carreira alinhou grandes sucessos com obras mais arriscadas que não caíram nas graças do público. Recebeu o prestigioso Pulitzer por três vezes: por Um equilíbrio delicado (1967), Seascape (1974) e Três Mulheres Altas (1994). Um de seus últimos sucessos foi A cabra, ou quem é Sílvia (2002), pela qual recebeu o Prêmio Tony. 

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.