Caso de polícia

"BBB 17": após expulsão do programa, Marcos depõe em delegacia no Rio de Janeiro 

Em sua passagem pela Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), o médico não falou com a imprensa e entrou direto na delegacia.

Por: Zero Hora
12/04/2017 - 12h16min | Atualizada em 12/04/2017 - 14h14min
"BBB 17": após expulsão do programa, Marcos depõe em delegacia no Rio de Janeiro  Marcello Sá Barreto/AgNews
Foto: Marcello Sá Barreto / AgNews  

Depois de ter sido expulso do Big Brother Brasil 17 por indícios de violência, o cirurgião plástico gaúcho Marcos Harter compareceu à Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, na manhã desta quarta-feira. O ex-BBB foi prestar depoimento por suspeita de agressão a Emilly Araújo, com quem manteve um relacionamento na casa. 

Segundo informações do EGO, Marcos chegou ao local às 11h em uma van com três seguranças. Sua irmã, Caroline, chegou instantes antes à delegacia e entrou acompanhada de uma mulher. Em sua passagem pela DEAM, o médico não falou com a imprensa e entrou direto na delegacia.

Leia mais:
VÍDEO: Mayla fala sobre o "BBB" e as polêmicas envolvendo Emilly
Vivan, Ieda e Emilly: o exemplo de empatia que surgiu no "BBB 17"
Emilly manda recado para Marcos, eliminado por indícios de agressão física

Em clima de análise, Tiago Leifert apresenta "BBB" de dentro da casa e revela segredos a finalistas

No último sábado, Marcos e Emilly discutiram. O médico encurralou a estudante contra a parede, apontou o dedo contra seu rosto e, aos gritos, apertou seu braço – até que a jovem, também gaúcha, reclamou que estava "doendo". A Delegacia da Mulher do Rio de Janeiro passou a investigar o participante. Em entrevista à ZH, Márcia ressaltou que não há dúvida de que o programa transmitiu em rede nacional um caso clássico de violência doméstica. Segundo a delegada, há, nas imagens, atos que configuram constrangimento ilegal e violência psicológica. Ela explicou, no entanto, que esse tipo de agressão exige a denúncia da vítima para que seja aberta uma investigação – diferente de agressão física, crime que pode (e deve) ser apurado pela polícia, mesmo que não haja qualquer queixa.

Leia mais:
Enquete aponta vitória apertada na final do "BBB 17"
VÍDEO: por que o que está acontecendo no BBB 17 é tão grave?
Opinião: público também errou ao deixar Marcos no programa 

Na segunda-feira, a polícia do Rio entrou na casa para investigar possíveis agressões físicas do médico contra a estudante. À noite, no início da edição do programa, o apresentador Tiago Leifert anunciou que Marcos estava fora do reality show.

– Ficaram comprovados indícios de agressões físicas. No BBB, agressão é expulsão. A decisão está tomada: Marcos está expulso do BBB 17 – comunicou Leifert.

Com isso, as três participantes restantes do programa tornaram-se, imediatamente, finalistas: Vivian, Ieda e Emilly. 

Depois da expulsão, Marcos tentou se justificar no Twitter:

Ainda na madrugada, na rede social, foi informado que Marcos está bem e vem recebendo o apoio da família.

    Segundo informações do Extra, Marcos está blindado. Ele ficará confinado em um hotel na Zona Oeste do Rio, próximo aos Estúdios Globo, sem dar entrevistas, até a próxima quinta-feira – dia que o BBB 17  termina. De acordo com a publicação, o cirurgião plástico ficou inconformado com a decisão da direção do programa. 

     
     
     
     
    Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.