Aniversário

"Sgt. Pepper's": disco dos Beatles que revolucionou a cultura pop completa 50 anos

Além de ter pavimentado o caminho para tudo o que veio depois na música, álbum deu um recado: era possível transgredir

01/06/2017 - 00h01min | Atualizada em 01/06/2017 - 17h41min
"Sgt. Pepper's": disco dos Beatles que revolucionou a cultura pop completa 50 anos Gilmar Fraga  / Arte ZH/Arte ZH
Foto: Gilmar Fraga / Arte ZH / Arte ZH  

Pop e clássico se fundiram num grande caleidoscópio em 1º de junho de 1967 e deram a trilha para meio século de avanços jamais vistos e ouvidos. Aquela que talvez tenha sido a maior revolução do século 20 não foi silenciosa nem barulhenta, e sim desconcertantemente melódica. Sgt. Pepper¿s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles, elevou o rock à arte culta, incorporando música indiana, erudita, folclore, jazz, blues, soul e circo. Era som com cor, transgredindo em arranjos, estéticas e símbolos. A vibração da psicodelia. A alma que grita. Sgt. Pepper¿s fica cinquentão nesta quinta-feira. São 50 anos de música colorida, o ápice do que os Beatles já faziam havia cinco anos.

Além de ter pavimentado o caminho para tudo o que veio depois na música, Sgt. Pepper¿s deu um recado: era possível transgredir. As cores berrantes do sargento apimentaram a sopa insípida de letrinhas. Vieram o classudo rock progressivo, os arranjos de apitos e metais da disco e o punk. Também vieram hippies, primaveras, desejos assumidos, as famílias se adaptando ao conceito da afetividade.

Leia mais:
Veja 50 curiosidades sobre Sgt.Pepper's e quem é quem na capa do disco
Jornalistas e críticos falam do impacto do lançamento de Sgt Pepper's
A influência do disco clássico dos Beatles nas novas bandas gaúchas

O grande evento do cinquentenário é o pacote com quatro CDs, um DVD e um Blu-ray trazendo faixas remixadas, livro de 144 páginas e o documentário Making of Sgt. Pepper¿s. Há novas versões dos clássicos feitas por Giles Martin, filho do produtor beatle George Martin. A capa é a icônica do LP, reunindo figuras históricas e da vida afetiva de Paul McCartney, John Lennon (1940 – 1980), George Harrison (1943 – 2001) e Ringo Starr.

Sgt Pepper¿s foi gravado entre novembro de 1966 e abril de 1967. São quase 40 minutos que surpreenderam até quem já acompanhava a loucura beatle. O grupo havia abandonado as apresentações ao vivo, nas quais sequer se ouviam em meio aos gritos dos fãs. Paul não queria mais ser tratado como adolescente. Por isso, criou o ¿clube dos corações solitários¿. 

A chegada marcou uma geração com sede de melodia e liberdade. No Brasil, a ditadura militar fora instaurada três anos antes. Um ano e meio depois, seria decretado o Ato Institucional número 5 (o AI-5), que fechou ainda mais o regime. O jornalista Juarez Fonseca, crítico musical e colunista de ZH, comprou e levou o disco a uma festa do Centro Acadêmico da UFRGS. Na época, ouvia-se música brasileira, em especial as de protesto. O rock, em especial a Jovem Guarda, era visto como alienante. Juarez vinha acompanhando os Beatles e descreve sua ¿"chapação¿" e dos demais universitários ao ouvir o que vinha da vitrola:

– Não era uma música jovem romanticoide. Não falava de gatinhas e carrões. Era vanguarda, era impactante. Ninguém tinha ouvido nada igual. Aproximou o clássico do pop.

Apresentador da Itapema FM, Julio Fürst se emociona ao lembrar quando ouviu With The Beatles, o segundo disco da banda. A capa preta e os cabelos longos o impactaram ao ver, levar no bonde e depois ouvir o som revolucionário na sua casa:

With the Beatles deslocou meu cérebro. Sgt. Pepper¿s foi a continuação.

O jornalista e DJ Claudinho Pereira fala sobre a psicodelia das iniciais LSD de Lucy in the Sky with Diamonds e recorda: o disco que o introduziu aos Beatles foi Revolver:

– Sgt Pepper¿s é para ser ouvido do início ao fim. É disco de conceito, com intervenções de instrumentos clássicos do George Martin. Mudou a relação dos músicos eruditos com o pop.

O musicólogo Zuza Homem de Mello mostrou o LP a Caetano Veloso, em julho de 1967, e ali se iniciou a Tropicália, como ¿decorrência natural¿:

Sgt. Pepper¿s sedimentou o que eu já havia percebido em Revolver. É como um concerto, para ser ouvido do início ao fim.

Clique na imagem abaixo e confira 50 curiosidades sobre a realização do clássico cinquentão:

Foto: Gilmar Fraga / Arte ZH

SGT. PEPPER'S LONELY HEARTS CLUB BAND 
The Beatles
13 faixas, EMI. Edição especial remasterizada lançada no Brasil em CD simples (R$ 80), CD duplo (R$ 130) e caixa com CD simples, livro, camisetae pôster (R$ 190). Disponível nas plataformas digitais.
Cotação: Excelente