Mário Laginha e Maria João: uma fabulosa mistura na abertura do POA Em Cena

Espetáculo terá segunda sessão nesta quarta às 21h no Teatro do Bourbon Country

Por: Guto Leite*
07/09/2011 - 16h39min
Mário Laginha e Maria João: uma fabulosa mistura na abertura do POA Em Cena Mariano Czarnobai/18º Porto Alegre Em Cena
Espetáculo "Chocolate" de Maria João e Mário Laginha Foto: Mariano Czarnobai / 18º Porto Alegre Em Cena  

Não existe um velho ditado que diga: quando achamos a maior montanha, todas as outras mudam de tamanho. Mas deveria haver. Por meio dele, eu tentaria explicar como foi o show de Maria João e Mário Laginha na abertura do Porto Alegre Em Cena.

>>>Confira a programação completa do Em Cena

Posso citar aqui a rápida trajetória da intérprete, que tornou público seu talento há pouco mais de 20 anos – a artista tinha 27 – e hoje é uma referência como cantora de jazz e dos demais gêneros. Também posso contar da longa parceria de Laginha e João (como as pessoas mais íntimas tratam Maria), que rendeu discos saborosos como Chocolate (2008), álbum que dá nome ao espetáculo. Nada disso, porém, corresponderia ao assombro de assistir a uma fabulosa mistura de quatro continentes de musicalidade, técnicas orientais cênicas e respiratórias, um espectro vocal muito extenso e afinadíssimo, além de uma variação de timbres que impressiona mesmo as pessoas mais acostumadas.

>>>Saiba como comprar ingressos

Mário Laginha, premiado pianista português, foi tecnicamente impecável, muito sensível e de ótimo gosto nos improvisos e acompanhamentos. Em alguns momentos do espetáculo, soube muito bem ser protagonista, chegando a ser aplaudido pelo público num de seus improvisos mais inspirados. Já Maria João é, de fato, aquela grande montanha de que falei na primeira linha. Assisti-la cantar é reconhecer facilmente que Billie Holiday e Ella Fitzgerald tiveram continuidade nas terras d’além-mar, em especial, nas canções Parrots and Lions e Beatriz, que demorarão a deixar os meus ouvidos – não é a primeira vez que olhares longe da origem e do centro revigoram uma arte secular.

Assim que as primeiras notas do espetáculo soaram, me esqueci por um instante que já tinha ido a shows de outras cantoras. Trata-se do poder da arte verdadeira em construir momentos absolutos. Que as outras montanhas desculpem meu entusiasmo, mas nunca estive tão perto de um artista maior.

Notícias Relacionadas

07/09/2011 | 07h10

Um guia para aproveitar os espetáculos hermanos em cartaz no Porto Alegre Em Cena

Oito espetáculos do Mercosul serão exibidos durante a programação

06/09/2011 | 08h10

Músico americano Philip Glass é destaque da 18ª edição do POA Em Cena

Compositor apresenta-se no dia 19, no Theatro São Pedro

01/09/2011 | 15h59

Porto Alegre Em Cena já tem 14 espetáculos esgotados

"Viúvas" e "A Flauta Mágica" entraram para a lista das peças que terão casa cheia

29/08/2011 | 00h25

Confira a programação completa do 18º Porto Alegre Em Cena

Veja sinopse, data, local e horário do festival em 2011

28/08/2011 | 11h05

Público enfrenta chuva na fila por ingressos do Porto Alegre Em Cena

Léo Maciel, 35 anos, chegou à Usina do Gasômetro às 2h para garantir primeiro a presença nos espetáculos

27/08/2011 | 06h01

Venda de ingressos para o Porto Alegre Em Cena começa neste domingo

Bilheteria na Usina do Gasômetro abre às 8h

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.