Ninguém esquece

E o Oscar vai para... os momentos memoráveis da premiação

Cerimônia fica marcada pela pompa e emoção, mas também por momentos de saia-justa

26/02/2012 | 12h12
E o Oscar vai para... os momentos memoráveis da premiação Divulgação/Divulgação
Em 1973, índia não quis a estatueta em nome de Marlon Brando como forma de protesto Foto: Divulgação / Divulgação

De vencedores soluçando incontrolavelmente a discursos políticos chocantes, o Oscar viu de tudo e o Academy Awards deste domingo pode oferecer novos momentos inesquecíveis. Confira alguns deles:

Discursos políticos

Com a audiência global chegando a bilhões de pessoas, torna-se tentador, quase irresistível, usar o evento como uma plataforma para discursos políticos como mostraram alguns vencedores, de Marlon Brando a Michael Moore.

Vaias invadiram o Kodak Theater em 2003, quando o cineasta Michael Moore lançou um ataque violento ao na época presidente George W. Bush por travar a guerra no Iraque.

Mas Moore estava apenas mantendo a tradição de transformar o palco da premiação em um púlpito político.

Aparições marcantes

Indiscutivelmente, o exemplo mais famoso é de 1973, quando uma mulher vestida de índia e se autodenominando Sacheen Littlefeather se colocou perante o público para representar Marlon Brando pelo Oscar de Melhor Ator por "O Poderoso Chefão". Littlefeather se recusou a receber a estatueta em nome de Marlon em protesto contra o tratamento dado pela indústria cinematográfica aos nativos americanos.

Em 1974, um homem completamente nu invadiu o palco enquanto o ator David Niven era o anfitrião, levando-o a ironizar: "A única risada que esse cara vai arrancar em sua vida é por se despir... e exibir suas miudezas."

Protesto da plateia

A decisão de dar ao diretor Elia Kazan, em 1999, um Oscar honorário pelo conjunto da obra dividiu as celebridades, com dezenas de astros recusando se levantar ou aplaudir, em protesto à decisão do cineasta de cooperar com as autoridades durante o macartismo.

Comemorações efusivas

O italiano Roberto Benigni saltou euforicamente para o banco de trás após ganhar o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro por "A Vida é Bela", em 1999 - no mesmo ano, Gwyneth Paltrow soluçou em seu discurso.

Mais tarde, em 2003, o ator Adrien Brody surpreendeu os espectadores e a estrela Halle Berry ao beijá-la apaixonadamente quando a atriz o entregou a estatueta de Melhor Ator, criando um dos momentos mais marcantes do Oscar.

Promessa de 2012

O momento imprevisível da noite neste ano deve vir do debochado ator britânico Sacha Baron Cohen, convidado como integrante do elenco de Martin Scorsese em "A Invenção de Hugo Cabret", que já foi advertido pela Academia.

Notícias Relacionadas

Para ler o Oscar 23/02/2012 | 06h10

Conheça seis livros que inspiraram concorrentes ao Oscar

Editoras brasileiras estão mais ágeis em lançar as obras adaptadas para o cinema

Grande prêmio do cinema 25/01/2012 | 06h12

Conheça os indicados ao Oscar 2012

Lista tem poucas surpresas e muitas confirmações

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.
Imprimir