Contagem regressiva

Araújo Vianna tem data de reinauguração e atrações musicais confirmadas

Fechado desde 2005, auditório reabre no dia 20 de setembro após reforma de R$ 18 milhões

Por: Fábio Prikladnicki
30/08/2012 - 00h31min
Araújo Vianna tem data de reinauguração e atrações musicais confirmadas Adriana Franciosi/Agencia RBS
Auditório abrigará 3 mil pessoas sentadas em cadeiras de metal retráteis e com novo acabamento Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS  

Depois de dois anos e cinco meses de reformas, o Auditório Araújo Vianna será reinaugurado no dia 20 de setembro, com um show com 21 artistas que despontaram em Porto Alegre entre as décadas de 1970 e 90.

Fechado desde abril de 2005, o espaço pretende retomar a importância que teve no passado reunindo, em uma única noite, nomes como Antonio Villeroy, Nelson Coelho de Castro, Bebeto Alves, Wander Wildner e Edu K, e apresentando uma programação recheada de atrações nacionais, como Maria Rita e Paulinho da Viola.

> Veja a lista completa de atrações do show de reabertura

Em uma coletiva de imprensa marcada para esta quinta-feira (30) à tarde, será anunciada oficialmente a conclusão da revitalização do espaço, que custou mais de R$ 18 milhões, valor três vezes maior do que o orçamento original de R$ 6 milhões. O projeto é resultado de uma parceria entre a prefeitura de Porto Alegre e a produtora Opus Promoções, que venceu, em 2007, a licitação para administrar 75% da agenda anual do local por 10 anos - as demais datas caberão à Secretaria Municipal de Cultura. A obra tem como principal patrocinadora a Oi e também conta com investimento da Coca-Cola e do Grupo Zaffari.

Ditos e desditos marcaram a previsão de conclusão da reforma, estimada para o início de 2012. Em declaração veiculada em reportagem de ZH publicada em 29 de novembro de 2011, o prefeito José Fortunati prometeu a reabertura para 26 de março, aniversário de Porto Alegre. O coordenador do projeto de revitalização do Araújo Vianna, Carlos Caramez, afirma que houve um atraso de apenas três meses com relação ao prazo com que trabalhava:

— Em fevereiro deste ano, paramos a obra para rever as fundações e uma das estruturas internas. Entre junho e agosto de 2011, interrompemos por dois meses por causa da chuva.

A obra, segundo Caramez, será concluída até o final da semana que vem e passará por vistoria dos órgãos competentes. Ele anuncia, entre as próximas etapas, o projeto de uma calçada da fama, em frente ao Araújo Vianna, com o nome e a marca da palma da mão de artistas do Estado. Em março de 2014, quando o auditório completará 50 anos, será lançado um livro com sua história, acompanhado de um DVD com o show de reabertura. Está nos planos da prefeitura a construção de um estacionamento subterrâneo sob o Parque Ramiro Souto, área esportiva do Parque Farroupilha, como lembra Sergius Gonzaga, secretário municipal da cultura:

— O estacionamento certamente sairá. Será uma consequência da rearticulação do Araújo. Sei que há grupos interessados em fazer uma parceria público-privada. Em princípio, será uma obra de um ano e meio, no máximo.

Além dos shows de reabertura do auditório e de Tom Zé, a prefeitura pretende realizar outros três espetáculos este ano, de acordo com o secretário - um deles, de dança. A Banda Municipal de Porto Alegre deverá se apresentar acompanhada de um músico de destaque. Enquanto isso, Jorge André Brittes, coordenador de música da pasta da cultura, projeta como será o show histórico do dia 20 de setembro:

— Estamos preparando um coletivo que seja representativo das décadas de 1970 a 90. Queremos fazer um resgate desse período de efervescência do Araújo Vianna.

Programação

20 de setembro: Show de reabertura com músicos do Estado
22 de setembro: Maria Rita interpreta canções do repertório de Elis Regina
3 de outubro: Tom Zé (encerramento do 19º Porto Alegre Em Cena)
13 de outubro: Roupa Nova apresenta o show Cruzeiro Roupa Nova
19 de outubro: Paulinho da Viola
21 de outubro: Concertos Comunitários

Detalhes da reforma

> Cobertura: o auditório conta com isolamento que evita o vazamento de som, uma antiga reivindicação de moradores do bairro Bom Fim, e garante, internamente, a excelência acústica para os espetáculos. A nova cobertura, que substitui a antiga lona, pesa 300 toneladas e é composta de seis camadas de materiais como madeira, poliuretano expandido, resina impermeável e lã de vidro. O espaço agora é climatizado.

> Palco: em formato de concha acústica, o palco teve seu tamanho aumentado, ocupando também o espaço que antes era do fosso — mas esta parte pode ser removida em caso de necessidade. São 284 metros quadrados (124 metros quadrados a mais do que antes). A Sala Radamés Gnatalli, também no prédio, está de cara nova e abrigará eventos de pequeno porte, como lançamentos de livros e discos.

> Plateia: o novo Araújo Vianna abrigará até 3.014 pessoas sentadas, número similar ao de antes da reforma. As cadeiras de metal, que ganharam novo acabamento, são retráteis. Com plateia mista (em parte sentada, em parte em pé), a capacidade poderá chegar a 4,8 mil espectadores. Haverá camarote e um espaço, ao fundo da plateia, para mesas com cadeiras para até cem pessoas.

Assista ao vídeo sobre a reta final da reforma:

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.