Papo estranho

Clint Eastwood ironiza discurso na convenção republicana

Na ocasião, ator simulou conversa com Obama dirigindo-se à cadeira vazia

14/09/2012 | 23h06
Clint Eastwood ironiza discurso na convenção republicana Lynne Sladky/AP
Clin Eastwood durante discurso na convenção republicana Foto: Lynne Sladky / AP

O ator e diretor Clint Eastwood, que promoveu em Beverly Hills (Califórnia) o seu novo filme, ironizou nesta sexta-feira a sua participação na recente convenção republicana, reconhecendo que sua cabeça estava "vazia" durante o seu estranho discurso.

Na apresentação de seu último filme, Trouble With the Curve, que será lançado no dia 21 de setembro na América do Norte, o ator de 82 anos brincou com as reações ao seu discurso.

– Eu não tive a resposta que queria porque esperava que eles fossem me dar a indicação – disse sorridente. – Era a minha ambição.

O discurso do cineasta, feito na última noite do grande evento republicano, pouco antes do de Mitt Romney, candidato do partido à presidência, foi alvo de piadas, principalmente por seu diálogo com uma cadeira vazia simbolizando o presidente Barack Obama.

– Eu não sei se faria da mesma maneira (se pudesse refazê-lo). Duvido, porque pensei (no que ia dizer) cinco segundos antes de subir no palco – acrescentou.

– Quando você sobe no palco, você fica diante de 10.000 pessoas extremamente entusiasmadas e sua mente se esvazia – disse.

– Mas eu teria tentado passar a mesma mensagem, de que as pessoas não têm que bajular os políticos.

 Segundo ele, "qualquer que seja o partido, devemos apenas avaliar o trabalho (do candidato) e fazer julgamentos em função disso".

– É como o que fazemos na vida, em todos os outros âmbitos, mas às vezes nos Estados Unidos, ficamos gagás e não nos interessamos pelos verdadeiros valores – prosseguiu.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.