Pérolas escondidas

Nico Nicolaiewsky apresenta show "Música de Camelô" nesta terça-feira

Músico cria releituras para canções como "Ai se Eu te Pego" e "Baba Baby"

22/10/2012 | 15h50
Nico Nicolaiewsky apresenta show "Música de Camelô" nesta terça-feira Andréa Graiz/Agencia RBS
Nico Nicolaiewsky mostra, no Instituto NT, músicas próprias e releituras de sucessos de massa Foto: Andréa Graiz / Agencia RBS

Tim Maia dizia que show era lugar para as pessoas ouvirem músicas que já conhecessem, lembra Nico Nicolaiewsky, ao explicar Música de Camelô, espetáculo que ele apresenta nesta terça-feira (23/10) no Instituto NT, em Porto Alegre, às 20h30min.

— Claro que ele podia escolher as músicas mais conhecidas do repertório dele. No meu caso, tenho que escolher do repertório dos outros — diz Nico, ao telefone.

Despido do personagem que interpreta ao lado de Hique Gomez no Tangos & Tragédias, Nico apresenta uma seleção de músicas próprias, costuradas com sucessos massivos. São hits como Ai se Eu te Pego, fenômeno na voz de Michel Teló, e Baba Baby, da Kelly Key. Por meio de sua interpretação, Nico busca revelar a beleza das canções, muitas vezes oculta por trás dos arranjos originais.

— Na nossa sociedade, facilmente se criam conceitos e preconceitos. Então, se uma música é erudita, é boa, se é da balada, é ruim. E não é verdade. Tem música erudita que é muito ruim e música popular que é muito boa — argumenta Nico.

O nome do show diz muito sobre a origem do repertório. Anos atrás, a filha de Nico, Nina, apaixonada pelo hit Anna Julia, do Los Hermanos, pediu ao pai que comprasse o álbum de estreia do quarteto carioca.

— Eu pensei: "Não vou comprar o disco por causa de uma música". Aquele foi meu primeiro CD de camelô — lembra.

O repertório acaba refletindo a relação de pai e filha: da música do desenho animado japonês Pokémon à (Balada) Tchê Tchê Rere de Gusttavo Lima, muitas das canções são sugestões de Nina que passam pela subversão bem-intencionada de Nico. Por meio dos arranjos de piano e voz, ele busca criar sonoridades distantes das originais.

— Acho Tô Nem Aí (Luka) uma música linda, mas, claro, minha versão fica com uma sonoridade de piano delicado e voz suave, totalmente diferente do outro universo, eletrônico, da balada — exemplifica.

O espírito da apresentação pode ser conferido em vídeo divulgado dias atrás. Na mesma sala do Instituto NT em que apresentará o show, Nico gravou Ai se Eu te Pego. A recepção animou o músico.

— Mandei o vídeo para um amigo do Rio, que disse: "Incrível, embaixo da lama tem peixe" — diverte-se.

O Instituto NT fica na Marquês do Pombal, 1.111. Ingressos no local a R$ 20.

Assista à versão de Nico Nicolaiewsky para Ai se Eu te Pego:

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.