Crônica do humor louco

Coletivo Porta dos Fundos vira sucesso com canal de esquetes no YouTube

Elenco é formado por 11 humoristas, alguns conhecidos do canal Multishow

Por: Carlos André Moreira
04/02/2013 - 16h02min
Coletivo Porta dos Fundos vira sucesso com canal de esquetes no YouTube Divulgação/Porta dos Fundos
Fábio Porchat em esquete do grupo Porta dos Fundos Foto: Divulgação / Porta dos Fundos  

Para contrapor a ideia de televisão como uma janela para o mundo na sala de visitas, um grupo anárquico de jovens humoristas criou um programa de humor para ser exibido na internet, a “porta dos fundos” do entretenimento. Criado em agosto de 2012, o programa Porta dos Fundos tornou-se talvez o primeiro fenômeno de audiência nacional na era das redes sociais.

>> Clique para conferir o canal do Porta dos Fundos no YouTube

O elenco fixo é composto por 11 humoristas, alguns deles conhecidos de atrações no canal Multishow: Fábio Porchat (Meu Passado me Condena), Gregório Duvivier e a namorada deste, Clarice Falcão (Vendemos Cadeiras e O Fantástico Mundo de Gregório). A gênese do grupo se deu dentro de um canal de vídeos doYouTube, o Anões em Chamas, do diretor Ian SBF – também responsável pela direção dos vídeos do Porta dos Fundos –, no qual nomes como Duvivier e Porchat participavam de quadros cômicos.

Com a adesão de Antonio Tabet – conhecido por capitanear o site de humor Kibe Loco –, o grupo fundou outro canal no YouTube, o Porta dos Fundos, com o objetivo de criar programas com periodicidade regular. Um vídeo novo é levado ao ar todas as segundas e quintas-feiras.

Em apenas seis meses, no boca a boca de espectadores que fizeram a fama dos esquetes nas redes sociais, o Porta dos Fundos obteve mais de 89 milhões de visualizações no canal. Em dezembro, o projeto alcançou um feito inédito entre as atrações da internet: venceu o prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte na categoria"melhor programa de humor".

– Cada vez mais, é preciso entender a televisão como algo latu sensu. Não é só o que está no aparelho, é também a internet – diz Gregório Duvivier, 26 anos, que atua ainda como roteirista da série Louco por Elas.

A disposição de fazer humor inteligente e desbocado sem poupar ninguém também contribuiu para a fama da trupe. Os esquetes zoam com marcas famosas, e a popularidade dos vídeos levou algumas delas a responder. O restaurante Spoleto, satirizado em um vídeo que terminava com um atendente surtado cobrindo uma cliente de palmito, contratou o grupo para fazer anúncios em forma de comédia. A Coca-Cola teve sua promoção "nome na lata" transformada em um vídeo no qual um caixa de supermercado dizia para uma cliente desistir de procurar seu"nome bosta". A empresa criou a imagem da lata com o nome e saudou o grupo em seu canal oficial no Facebook.

– Essa é a vantagem da internet. Nenhum canal aceita falar de marca, nem o fechado, nem o aberto, porque é a marca que paga o canal.Na internet,a gente faz o humor do nosso jeito – diz Duvivier.

O grande número de integrantes – em um grupo no qual boa parte do elenco também é roteirista – se reflete na diversidade dos esquetes. Há desde humor nonsense influenciado por Monty Python até crônicas provocativas do cotidiano. O sucesso será testado em breve em um longa-metragem que deve ser rodado no segundo semestre,com direção de Ian SBF.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.