Crise

Integrantes do Gogol Bordello processam cantor por desviar dinheiro da banda

Eugene Hutz está sendo acusado de transferir US$ 500 mil da conta bancária do grupo

31/07/2013 | 22h17
Integrantes do Gogol Bordello processam cantor por desviar dinheiro da banda RICARDO DALLAL/Divulgação
Foto: RICARDO DALLAL / Divulgação

O cantor Eugene Hutz, líder da banda nova-iorquina Gogol Bordello, está sendo acusado de desviar cerca de US$ 500 mil. Em nome dos outros integrantes, o guitarrista Oren Kaplan está processando o vocalista. As informações são do site The Hollywood Reporter.

Kaplan afirma que Eugene teria transferido US$ 500 mil da conta bancária da banda e feito depósitos em contas de empresas que pertenceriam ao próprio cantor. Ele se queixa que o vocalista teria abusado de sua posição para determinar o valor do seu próprio salário.

O guitarrista ainda alega que Eugene teria fechado um acordo publicitário com a Coca-Cola em segredo aproveitando-se que a mãe de Kaplan havia morrido para encorajar que o colega se afastasse do grupo por um tempo.

A banda Gogol Bordello acaba de lançar o álbum Pura Vida Conspiracy e tem um show marcado para setembro no Rock in Rio.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.