+1

As 10 melhores parcerias de Mick Jagger

Vocalista dos Rolling Stones comemora 71 anos neste sábado – e em plena forma

25/07/2014 | 17h43
As 10 melhores parcerias de Mick Jagger AFP/AFP
Aos 71 anos, Mick Jagger segue com todo o gás nos palcos com os Rolling Stones Foto: AFP / AFP

Um dos mais lendários cantores de rock 'n' roll da história, Mick Jagger comemora no próximo sábado 71 anos de idade. E nós temos a sorte de ainda vê-lo nos palcos em plena forma, cantando e dançando como é sua característica. Vividos a pleno, esses 71 anos nos deram discos maravilhosos dos Rolling Stones, incursões na carreira solo e parcerias com diversos artistas.

Nesta lista, elencamos as 10 melhores parcerias que Mick Jagger já fez em sua carreira. De Peter Tosh a Fergie, o rockstar tem amigos por praticamente todos os cantos do mundo da música. Confira:

1. Peter Tosh e Mick Jagger

Depois de sair da lendária banda The Wailers, Peter Tosh se lançou na carreira solo, com a qual alcançou muito sucesso. Em seu terceiro disco chamado Bush Doctor, de 1978, ele chamou o vocalista dos Rolling Stones para cantar (You Better Walk) Don't Look Back, versão de Don't Look Back, música de 1965 da banda The Temptations.

2. David Bowie e Mick Jagger

Em meio às ações de caridade do Live Aid, em 1985, dois dos maiores astros do rock se juntaram para gravar essa versão de Dancing in the Street, uma das músicas mais famosas da era de ouro da gravadora Motown, famosa na voz de Martha and the Vandellas. A versão de Jagger e Bowie foi gravada em apenas duas horas, no histórico estúdio Abbey Road, e o clipe ficou pronto em 13 horas. Depois, a música foi lançada como single e alcançou o topo das paradas britânicas, onde ficou por quatro semanas seguidas.

3. Michael Jackson e Mick Jagger

Essa música faz parte do álbum Victory, da banda The Jacksons (que tinha Michael Jackson e seus irmãos). Cantada pelo rei do pop e por Jagger, a ideia inicial era que ela entrasse em Thriller, de 1982. Por incompatibilidade de datas, os dois astros só conseguiram se juntar em 1984, e a música entrou no disco da banda familiar.

4. Will.I.Am, Jennifer Lopez e Mick Jagger

A trinca bizarra de artistas formada por Will.I.Am, vocalista do Black Eyed Peas,  Jennifer Lopez e o vocalista dos Rolling Stones aconteceu como jogada de marketing para o lançamento de #willpower, quarto disco solo do rapper. Tanto que a música apareceu no American Music Awards, foi posta à venda no iTunes, mas acabou não entrando no disco.

5. Joss Stone, Damian Marley, Dave Stewart, A. R. Rahman e Mick Jagger

Em 2011, quatro artistas anunciaram um supergrupo: SuperHeavy. A banda era formada pela queridinha Joss Stone, pelo ex-guitarrista dos Eurythmics Dave Stewart, pelo filho mais novo de Bob Marley, Damian, e por Mick Jagger. Ninguém entendeu, muito menos quando eles chamaram um quinto elemento: o indiano A. R. Rahman. O SuperHeavy lançou um disco apenas, cujo primeiro disco, chamado Miracle Worker, fez relativo sucesso. Depois disso, sumiram do mapa.

6. Lenny Kravitz e Mick Jagger

Como artista solo, Mick Jagger não tem uma carreira tão vistosa quanto a dos Rolling Stones. Mas já são quatro discos lançados e algumas músicas emplacadas. Em sua última incursão solitária, Goddess in the Doorway, de 2001, ele chama alguns amigos para participar. Um deles é Lenny Kravitz.

7. Rob Thomas e Mick Jagger

Outro é Rob Thomas, que faz backing vocals em Visions of Paradise, que tem esse clipe estranhíssimo.

8. Bono Vox e Mick Jagger

Em turnê, Bono gravou essa faixa – que também consta no disco de 2001 – num quarto de hotel. Neste vídeo, Jagger conta como foi atrás de Bono e o convenceu a participar da faixa Joy.

9. Sheryl Crow e Mick Jagger

Para o filme Alfie, de 2004, Jagger e a cantora country Sheryl Crow se juntaram. A versão que entrou no filme conta só com o vocal de Jagger, mas a versão com duas vozes está no CD da trilha sonora.

10. Flea, dos Red Hot Chili Peppers, e Mick Jagger

O terceiro disco solo de Jagger chama-se Wandering Spirit e foi lançado em 1993. Em três das 14 faixas, o baixista Flea, dos Red Hot Chili Peppers, participa como instrumentista. Nessa época, o Red Hot fazia sucesso com o disco Blood Sugar Sex Magik, que tem hits como Give it Away e Under the Bridge.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.