Crítica

"Nada será como antes": Bruna Marquezine ganha destaque na web com cenas de nudez e beijo gay

Sequências da atriz marcaram o episódio exibido nesta terça-feira pela RBS TV, mas atuação da atriz ainda não convence

19/10/2016 - 11h49min | Atualizada em 19/10/2016 - 11h49min
"Nada será como antes": Bruna Marquezine ganha destaque na web com cenas de nudez e beijo gay Estevam Avellar/TV Globo/Divulgação
Personagem de Bruna (D) se envolve em triângulo amoroso com irmãos vividos por Daniel Oliveira e Letícia Colin Foto: Estevam Avellar / TV Globo/Divulgação

Desde que foi divulgado que Bruna Marquezine, 21 anos, faria uma personagem sexy em Nada será como antes (RBS TV) as redes sociais foram à loucura. Na noite de terça, com a exibição do terceiro episódio da série, que conta de forma ficcional a história da chegada da TV no Brasil, as cenas protagonizadas pela jovem atriz conseguiram bombar mais do que o popular Masterchef profissionais (Band).

Além de cenas de nudez, foi ao ar a aguardada sequência do beijo entre Beatriz (papel de Bruna) e Julia (Letícia Colin) e teve início o triângulo amoroso entre as duas e Otaviano (Daniel Oliveira), irmão de Julia. Na passagem, em um baile de Carnaval, Julia pede que Beatriz se afastesse de Otaviano. Provocativa, a atriz e dançarina disse a empresária estava se comportando "como uma mulher morrendo de ciúme do marido". Em seguida, a surpreendeu com um selinho — que ela chamou de "beijo americano" — e outro de verdade — " o beijo francês com temperinho brasileiro" — que não foi exibido completamente.

Leia mais:
"Nada será como antes" mostra chegada da TV ao Brasil
Kéfera Buchmann anuncia pausa na carreira de youtuber

Como esperado, o Twitter reagiu instantaneamento com o assunto se tornando um dos mais comentados do microblog. Repercussão à parte, a atuação de Bruna está longe de ser boa. Ela ainda não encontrou o tom apropriado de uma mulher sexy, provocativa e conquistadora. Não fosse por essas cenas polêmicas, seu nome talvez nem estivesse sendo comentado. Aliás, a série também não estaria sendo tão comentada se não fosse por essas sequências de Bruna.

A trama de Guel Arraes, Jorge Furtado e João Falcão é boa, tem potencial para conquistar o público ao misturar ficção e realidade. As partes em que foca em como a televisão mudaria o comportamento dos brasileiros são muito boas e o toque de romance está na medida. A qualidade estética imposta pelo diretor José Luiz Villamarim é outro destaque. Mas, por enquanto, todos esses pontos fortes estão em segundo plano diante do furação do momento chamado Bruna Marquezine.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.