Música

Sete canções fundamentais de Bob Dylan

Confira sete músicas que mostram o gênio por trás do novo Nobel de Literatura

13/10/2016 - 13h29min | Atualizada em 13/10/2016 - 16h13min
Sete canções fundamentais de Bob Dylan Adriana Franciosi/Agencia RBS
Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

Like a rolling stone
Integra o disco Highway 61 revisited (1965) e foi considerada a música mais importante de todos os tempos pelas revistas Rolling Stone e Mojo. Seu manuscrito alcançou a cifra de US$ 2 milhões em um leilão em 2014, um recorde para um item do gênero.

Blowin' in the wind
Levada apenas a gaita e violão, a faixa de abertura de The freewheelin' Bob Dylan (1963) transformou-se em uma das mais emblemáticas músicas de protesto da história. Virou hino dos manifestantes em prol dos movimento pelos Direitos Civis nos EUA nos anos 1960.

Leia mais
Bob Dylan vence Prêmio Nobel de Literatura

Sete filmes sobre (e com) Bob Dylan
Conheça os livros de Bob Dylan
Como foram os três shows de Bob Dylan em Porto Alegre


Subterranean homesick blues
Do disco Bringing it all back home (1965), a canção é um tributo aos beatniks. Seu vídeo promocional (que traz o poeta beat Allen Ginsberg ao fundo) tornou-se referência e foi imitado por um sem número de artistas.

Hurricane
Praticamente uma reportagem em formato de música, conta a história da prisão do pugilista negro Rubin Carter, acusado por um crime que não cometeu. A canção ajudou a dar projeção ao caso, mas mesmo assim Carter acabou encarcerado por 19 anos.

Visions of Johanna
Faixa do seminal Blonde on blonde (1966), é considerada uma das obras-primas de Dylan. Sua letra é uma minuciosa descrição de paisagens internas e divagações mundanas, enquanto a condução é quase hipnótica.

Tangled up in blue
A música compõe um dos discos mais sofridos de Dylan, Blood on the tracks (1975), reconhecido como o trabalho em que o músico reflete sobre o fim do seu casamento. A música, apesar do animado instrumental, narra um relacionamento conturbado e fadado ao fracasso.

The times they are a-changin
A faixa-título de The times they are a-changin' (1964), é uma crítica ácida e direta ao establishment – não à toa, também uma das músicas de Dylan que mais receberam versões ao o longo do tempo.


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.