A arte delas

VÍDEO: Festival NosOutras leva ao palco do Opinião a produção musical das artistas gaúchas

Nomes com Negra Jaque e Nani Medeiros se apresentam nesta quinta-feira na tradicional casa de shows da Capital 

08/03/2017 - 07h00min | Atualizada em 20/03/2017 - 11h41min
VÍDEO: Festival NosOutras leva ao palco do Opinião a produção musical das artistas gaúchas Isadora Neumann/Agência RBS
Da esq. à dir.: Natasha Pergher, Rafaella Goi, Flávia Cunha, Katia Suman, Letícia Flores, Camila Toledo, Nani Medeiros, Letícia Matos, Bibiana Petek e Negra Jaque Foto: Isadora Neumann / Agência RBS  

Do samba ao rap, passando pelo encontro de ritmos e sonoridades brasileiras, a música feita pelas mulheres gaúchas tem muitos tons e nuances. No embalo da conscientização pelo Dia da Mulher, parte dessa produção será apresentada nesta quinta-feira, no bar Opinião, na primeira edição do festival NosOutras. Pelo tradicional palco da Capital, vão passar Nani Medeiros, Negra Jaque, Três Marias e Não Mexe Comigo que Eu Não Ando Só. Todas unidas com um só objetivo: dar visibilidade ao trabalho das artistas do Estado.

– A ideia é criar uma rede de referência para mostrar que as mulheres são boas musicistas e em diversos estilos. Por ser cantora, acompanho a cena e vi a profusão de bandas feitas só por mulheres que estão surgindo. O NosOutras surgiu desse olhar. Ele é um retrato do que está acontecendo em todo o país. Também por isso, formamos um coletivo de produção só com mulheres. Reunimos jornalistas, produtoras culturais, musicistas – explica Camila Toledo, idealizadora do projeto.

Leia mais:
Problemas técnicos forçam transferência do Festival NosOutras
"A Arte das Musas?" joga luz sobre mulheres na música
O violão e a voz da cantora gaúcha Bibiana Petek
O samba do sul: a voz de Pâmela Amaro

A composição do line-up do festival foi feita de forma a garantir a diversidade de estilos.

– Queríamos que o gênero não se sobrepussese a forma. Por isso, vamos do hip-hop ao bloco de Carnaval – diz ela.

Embora pulsante, a cena musical feminina se mantém um pouco afastada dos holofotes. Nesse sentido, reunir todas em um único evento ajuda a impulsionar o trabalho das artistas.

– A gente ainda não consegue viver totalmente de música aqui. O festival é importante pela integração e, até mesmo, para a gente se conhecer, porque, muitas vezes, nem a gente se conhece. Olha quanta riqueza de saberes há entre nós – avalia a rapper Negra Jaque, que iniciou na música em 2007, no grupo Pesadelo do Sistema, e segue em carreira solo desde 2013.

Com Negra Jaque estarão a cantora Nani Medeiros, o bloco Não Mexe Comigo que Eu Não Ando Só, formado por 40 mulheres, entre cantoras, ritmistas e instrumentistas, e o grupo Três Marias, projeto coordenado por Andressa Ferreira e Gutcha Ramil que promove a valorização de expressões culturais populares.

– Essa integração é muito importante. As mulheres estão cada vez mais unidas, não só na arte, mas em muitas outras questões buscando a igualdade – afirma Nani Medeiros, que largou a carreira jurídica para seguir na música.

Justamente por isso, nem só de arte será feito o NosOutras. Antes dos shows, a comunicadora Katia Suman comandará um sarau para discutir pontos como as questões de gênero e o feminismo. Para debater com Katia, foram chamadas Babi Souza, criadadora do movimento Vamos Juntas; Cris Rangel, idealizadora do selo Lôca do Play; Ana Lonardi, cantora e compositora; e Natália Salau Jobim, da Ocupação Mirabal.

– O festival está dentro de um momento social com muitos coletivos de mulheres se formando para lutar por igualdade de oportunidades, por isso tomou um caráter político maior. Então, entendemos que também seria preciso um momento para falar sobre o lugar da mulher. Tudo isso chega para fortalecer e criar uma referência. O irônico é ver pessoas questionando se homem podem ir. É óbvio que podem ir. Se fosse o inverso, um festival só com homens, esse questionamento não existiria – explica Camila.

Festival NosOutras
Nesta quinta-feira (dia 23), a partir das 20h
Bar Opinião (Rua José do Patrocínio, 834)
O evento: festival que reúne musicistas gaúchas com shows de Negra Jaque, Nani Medeiros, Não Mexe Comigo que Eu Não Ando Só e Três Marias. Antes das apresentações, Katia Suman comanda o Sarau NosOutras, que terá como convidadas Babi Souza, Cris Rangel, Ana Lonardi e Natália Salau Jobim.
Ingressos: antecipados, custam R$ 20 (com um artigo para doação), R$ 15 (meia-entrada) e R$ 30 (inteira). Na hora, os bilhetes custarão R$ 30 (com um artigo para doação e mediante disponibilidade), R$ 25 (meia-entrada) e R$ 50 (inteira). Artigos para doação (que serão destinados à Ocupação de Mulheres Mirabal) podem ser brinquedos, roupa, itens de higiene pessoal, fraldas G e GG, roupas de cama e alimentos não-perecíveis.
Pontos de venda: Loja Youcom do Bourbon Wallig (sem taxa de conveniência), lojas Youcom do Bourbon Ipiranga, do Shopping Praia de Belas, do BarraShoppingSul, do Shopping Iguatemi, do Shopping Canoas e Novo Hamburgo e Lojas Mil Sons (com taxa de conveniência) e pelo site da Blue Ticket

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.