Crítica

Tatá Werneck tem potencial para ser a grande estrela dos talk shows brasileiros 

Atriz e comediante estreou nesta segunda o seu novo programa, "Lady Night", no canal pago Multishow

11/04/2017 - 16h38min | Atualizada em 12/04/2017 - 15h25min
Tatá Werneck tem potencial para ser a grande estrela dos talk shows brasileiros  Gianne Carvalho/Multishow,Divulgação
Foto: Gianne Carvalho / Multishow,Divulgação  

Tatá Werneck já fez de tudo um pouco na TV. Das comédias sarcásticas e divertidas da MTV à novela na Globo, passando por programa de auditório Tudo pela Audiência ao humorístico bem-sucedido Vai que Cola. Recentemente emplacou sua primeira protagonista no cinema, em T.O.C — Transtornada, Obsessiva, Compulsiva. Agora ela entra numa nova empreitada que tem tudo para ser seu maior sucesso.

Na noite de segunda-feira, ela estreou seu late night, criativamente intitulado Lady Night, no canal pago Multishow. Com apenas um programa já é possível prever: será um dos melhores talk shows brasileiros produzidos por essa nova leva de atores/comediantes/apresentadores, como Fábio Porchat, Danilo Gentili e Marcelo Adnet. Primeiro porque ela mescla sagacidade, ironia, humor e inteligência. Segundo, porque está tendo liberdade para criar.

Leia mais:
Atriz Tatá Werneck estrela "TOC", comédia que retrata o lado B da fama
Tatá Werneck ironiza boatos sobre namoro com Rafael Vitti: "Ouvi Tatá e Cauã?
Como Maria Eugênia levou o "Adotada" a ser indicado ao Emmy Internacional

Tatá abriu o programa descendo de um elevador montada em uma bicicleta. Sem pestanejar, já foi mandando crítica em forma de piada. A primeira convidada, Bruna Marquezine, nunca esteve tão solta em uma entrevista. Claro que o fato de ser amiga da anfitriã ajudou bastante, mas o formato da atração foi decisivo para que a atriz se sentisse confortável. As duas debocharam da imprensa de celebridades e brincaram com situações embaraçosas.

Os quadros são ágeis — a ideia de um painel despencar no cenário para apresentá-los é hilária — e engraçados. No final, uma paródia musical para criticar mídia e público que só manifestam interesse pelos relacionamentos das famosas, deixando o trabalho e o talento, muitas vezes, em segundo plano.

Tatá é a primeira mulher a se aventurar nessa praia do late show no Brasil e já confessou que suas inspirações são as americanas Chelsea Handler (hoje na Netflix) e Ellen DeGeneres. Não ficou devendo nada a nenhuma das duas.

LADY NIGHT
De segunda a sexta, às 22h30min.
Multishow

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.