TV

"Vade Retro": com comédia e mistério, nova série da Globo estreia nesta quinta

Protagonizada por Tony Ramos e Monica Iozzi, série brinca com os conceitos de céu e inferno e bem e mal

Por: Estadão Conteúdo
19/04/2017 - 21h10min | Atualizada em 19/04/2017 - 21h10min
"Vade Retro": com comédia e mistério, nova série da Globo estreia nesta quinta Ramón Vasconcelos/TV Globo/Divulgação
Em "Vade Retro", Tony Ramos interpreta Abel Zebu, um homem de negócios de moral duvidosa e alto poder de sedução Foto: Ramón Vasconcelos / TV Globo/Divulgação  

Abel Zebu. Tente ler este nome sílaba por sílaba, lentamente. Agora faça o mesmo com Lucy Ferguson. Algo familiar? As lembranças das palavras "Belzebu" e "Lúcifer" não são em vão. Na nova série Vade Retro, que estreia nesat quinta, após a novela A Força do Querer, na TV Globo, tudo traz alguma referência entre céu e inferno. A atração, feita em coprodução com a O2 Filmes, com roteiro de Fernanda Young e Alexandre Machado, direção artística de Mauro Mendonça Filho e supervisão de Guel Arraes é uma comédia cheia de suspense. 

 – Talvez tenha sido o melhor texto que já trabalhei em toda a minha carreira – derrete-se Mauro.

Leia mais:
Sala Redenção celebra 30 anos de cinefilia no coração da UFRGS
Em meio à polêmica de agressão, show de Victor e Léo na Fenadoce é cancelado por "reações públicas"
"BBB 17": Marcos Harter é indiciado com base na Lei Maria da Penha por caso de agressão a Emilly Araújo

Tudo começa quando o bem-sucedido empresário Abel (Tony Ramos) contrata a doce advogada Celeste (Monica Iozzi) para tratar da sua separação. Até então ele é casado com Lucy (Maria Luísa Mendonça). Em Celeste, Abel encontra o que precisa: uma moça ingênua, com forte ligação com o "divino", que poderá lhe ajudar no processo de divórcio e ainda servir de laranja para esquemas de lavagem de dinheiro.

– É muito fácil se identificar com a Celeste. Quem nunca se sentiu tentada, seduzida por algo? A Celeste não desconfia das pessoas e eu também tenho um pouco disso – diz Monica Iozzi.

– O demo, diabo, cão, enfim, é discutido desde sempre. Quando me foi oferecido o roteiro, minha questão era saber se ele chegava ao público. E eu tive a resposta ao ler os três primeiros capítulos. O texto me marcou muito – comenta Tony, que não revela se seu personagem é o diabo em forma de gente.

A família Zebu e seus "chegados" são só mistério. Durante o desenrolar da trama, a ideia é que o telespectador pergunte-se justamente se tais personagens são humanos ou não. Ao lado da mãe Lucy, as crianças Damien (Enrico Baruzzi) e Carrie (Nathália Falcão) são capazes de grandes trapaças e estão atrás de um rubi valiosíssimo, escondido por Abel, e que teria poderes mágicos. Ainda na turma, a sedutora Lilith (Maria Casadevall) joga ao lado do empresário, entrega-se aos seus mandos e desmandos, e tem uma relação íntima em excesso com o patrão.

– Lilith aparece para ajudar Abel com um plano de engravidar Celeste. Na tradição judaica, Lilith é um ser que foi expulso do paraíso. A primeira mulher criada antes mesmo de Eva. Então você não sabe se a minha Lilith é um ser humano de caráter duvidoso ou um ser de origem sobrenatural. A gente fica o tempo inteiro nesse jogo e isso dá margem para muitas criações – comenta Maria.

Já no núcleo mais "bonzinho" aparecem o namorado, Davi (Juliano Cazarré), e a mãe de Celeste, Leda (Cecília Homem de Mello). O rapaz, no entanto, tem conduta duvidosa.

Leveza

Falar sobre o bem e o mal, levantando questões religiosas, não é um tabu para os criadores de Vade Retro

– O humor, antes de qualquer coisa, deve ser leve. O diabo é risível, a 'carola' também é risível. Não poder falar sobre esses temas é preocupante. E aí, sim, habita a grande maldade. Em momento algum desrespeitamos nada, não é a intenção – pontua Fernanda.

Técnica sob medida

As tomadas das cenas não são usuais na televisão. Mauro e Fernanda comentam que usaram a técnica do diretor Stanley Kubrick, chamada de "one point perspective view", que centraliza os personagens para dar a impressão de que existe uma atmosfera de suspense em volta. 

– Tentamos achar uma estética que brincasse com o dark, mas com o cuidado de não passar por cima da comédia – comenta o diretor artístico.

Gravada em São Paulo no final do ano passado, a atração de 12 capítulos terá segunda temporada, prevista para 2018.

Quem é quem

Foto: Ramón Vasconcelos / TV Globo/Divulgação

Celeste (Monica Iozzi) - Advogada sem expressão, bem-intencionada, mas atrapalhada. Ela se deixa levar pela lábia de Abel (Tony Ramos). Filha de Leda (Cecília Homem de Melo). Namorada de Davi (Juliano Cazarré).

Abel Zebu (Tony Ramos) - Milionário excêntrico e corrupto. Palestrante de sucesso. É um homem de negócios de moral duvidosa e alto poder de sedução. Interessado em se separar da mulher Lucy (Maria Luísa Mendonça), contrata Celeste. Ele é pai de Damien (Enrico Baruzzi) e padrasto de Carrie (Nathália Falcão).

Lucy Ferguson (Maria Luísa Mendonça) - A mulher de Abel (Tony Ramos) é maldosa, desequilibrada, e fará de tudo para atrapalhar o processo de separação do marido. Não quer sair prejudicada na separação de bens, que envolve muito dinheiro. Ela é mãe de Damien (Enrico Baruzzi) e Carrie (Nathália Falcão).

Damien (Enrico Baruzzi) - Filho mais novo de Abel (Tony Ramos) e Lucy (Maria Luísa Mendonça), e irmão de Carrie (Nathália Falcão), é um músico virtuoso, com sérios problemas de sociabilização.

Carrie (Nathália Falcão) - Filha mais velha de Lucy (Maria Luísa Mendonça) e enteada de Abel (Tony Ramos), é a irmã mais velha de Damien (Enrico Baruzzi). Tem aparência fantasmagórica e é a típica adolescente rebelde de comportamento opressivo. Odeia o padastro.

Davi (Juliano Cazarré) - Namorado de Celeste (Monica Iozzi), é um administrador medíocre que leva um relacionamento sem emoções. Trai Celeste com Kika (Luciana Paes), a secretária de sua própria namorada. Morre de medo que Abel (Tony Ramos) seja o diabo em forma de gente.

Kika (Luciana Paes) - Secretária de Celeste, é quem administra a agenda vazia da advogada. ê facilmente comprada para servir aos interesses de Abel (Tony Ramos) ou de Lucy (Maria Luísa Mendonça). Tem um affair com Davi (Juliano Cazarré).

Leda (Cecília Homem de Mello) - Mãe de Celeste (Monica Iozzi), acha que a filha ainda é virgem. ê muito religiosa e é uma das primeiras a perceber os sinais demoníacos da família Zebu. Se une a Davi (Juliano Cazarré) para alertar Celeste sobre os perigos que pode passar ao advogar para Abel (Tony Ramos).

Lilith (Maria Casadevall) - Bela e sensual, é uma espécie de faz-tudo de Abel (Tony Ramos) e não mede esforços para ajudar o empresário. Com ele, aliás, tem uma relação que vai além do profissional.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.