Mistério

Família de jovem desaparecido no Acre fecha acordo com editora para publicação de livros

Polícia Civil do Estado tem "fortes indícios" de que caso seja jogada de marketing

19/06/2017 - 19h48min | Atualizada em 19/06/2017 - 20h17min
Família de jovem desaparecido no Acre fecha acordo com editora para publicação de livros Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução / Facebook  

A família do estudante Bruno Borges, de 25 anos, desaparecido desde o dia 27 de março, fechou acordo com uma editora para a publicação dos livros criptografados deixados pelo jovem. Ao G1, o empresário Athos Borges, pai do estudante, disse que a data de lançamento ficará a critério da empresa, que não foi divulgada.

Ao site, Athos disse que versões em e-book e livro físico serão lançadas ao mesmo tempo, mas que outros detalhes ficam por conta da editora:

– Dependemos da editora que comprou os direitos. Vai ser feito da maneira dela, ela vai decidir como vai ser o lançamento.

Depois do desaparecimento de Borges, foram encontrados 14 livros escritos à mão, alguns nas paredes e no chão do quarto, além de uma estátua de 2 metros do filósofo Giordano Bruno (1548 - 1560). Os textos, que receberam o título de Teoria de Absorção de Conhecimentos, trata de técnicas para potencializar a absorção e criação de conhecimentos.

Leia mais:
Estudante some no Acre e deixa 14 livros criptografados escritos à mão 
Amigo de estudante desaparecido no Acre é preso por falso testemunho 
Polícia do Acre acredita que desaparecimento de jovem é jogada de publicidade

No final de maio, a Polícia Civil do Acre disse ter encontrado "fortes indícios" de que o desaparecimento do jovem tenha ocorrido para impulsionar a divulgação dos livros. O departamento de inteligência afirmou que, no mesmo dia em que o rapaz desapareceu, um contrato falando de faturamento das obras foi registrado em Rio Branco.

Também em maio, Marcelo Ferreira, 25 anos, amigo do estudante, foi preso por prestar falso testemunho à Polícia Civil. Na casa do detido, foram encontrados contratos em que Bruno destina parte da venda de livros a Marcelo e a outras duas pessoas. Móveis de Bruno foram encontrados na casa de Mário Gaiote, outro amigo do desaparecido. No entendimento da polícia, o crime é caracterizado pela omissão dessa informação em depoimento.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.