Programinha

Filme "Cantando de galo" e outras atrações para crianças no fíndi

Confira algumas atividades infantis programadas para sábado e domingo

12/08/2016 - 16h19min | Atualizada em 13/08/2016 - 17h57min
Filme "Cantando de galo" e outras atrações para crianças no fíndi Pantelion Films/Divulgação
Foto: Pantelion Films / Divulgação  

Galinho mexicano é bom de briga

Nos últimos tempos, o México tem se destacado no circuito exibidor mundial com animações que fazem frente à hegemonia de Hollywood no gênero. Desenhos recentes como El secreto del medallón de jade (2012) e Festa no Céu (2014) — produção americana dirigida pelo mexicano Jorge R. Gutiérrez — chegaram ao mercado internacional como uma bem-vinda alternativa ao padrão dos Estados Unidos nesse tipo de cinema. Entrou em cartaz nesta semana mais um título animado realizado no país: Cantando de galo (2015), que concorreu há pouco ao 3º Premios Platino del Cine Iberoamericano.

Cantando de galo surgiu na esteira do sucesso dos personagens lançados em 2002 pela empresa mexicana de animação Huevocartoon em seu site: um grupo de ovos com personalidades distintas, que protagonizaram antes o longa Una película de huevos (2006). No novo filme, o ovo Toto saiu da casca e virou um frangote que, para salvar a granja onde vive da falência, precisa enfrentar no ringue o terrível galo Bankivoide, sabendo que o destino de seus amigos está em suas asas. Para vencer o campeão, propriedade de um ganancioso rancheiro, o galinho terá que pedir apoio para um ovo mafioso chefão das apostas e aprender técnicas de luta com um ovo de pato.

Com figuras simpáticas como um pedaço de bacon ambulante e um delicioso humor nonsense, Cantando de galo pode divertir crianças e adultos. O problema é apresentar a detestável rinha de galos como um esporte aceitável: mesmo que os embates sejam mostrados como lutas de boxe, é inevitável lembrar da cruel prática ao ver duas aves se enfrentando diante de uma plateia de humanos — e, claro, de ovos.

Leia também
Woody Allen ganha mostra no Cinemark antes de "Café society"
Spotify lança categoria exclusiva para games

Espetáculo de dança contemporânea para crianças

Foto: Marcelo Cabrera / Divulgação

Guia improvável para corpos mutantes, um espetáculo de dança contemporânea para crianças, terá sessão neste sábado, às 16h, no Auditório Barbosa Lessa do Centro Cultural CEEE Erico Verissimo (Andradas, 1.223). Criação de um coletivo de artistas formado por Diego Esteves, Fernanda Boff, Kalisy Cabeda, Karenina de los Santos e Douglas Jung, a coreografia é dirigida por Airton Tomazzoni e estreou em 2013 — o público alvo são pequenos a partir dos cinco anos. A apresentação parte da possibilidade do corpo de se recriar e se reconfigurar, abrindo espaço para novas formas e funções. Também há referências a escolas e movimentos artísticos, como o cubismo e a Bauhaus. No mesmo dia, haverá o lançamento do disco com a trilha sonora do espetáculo, assinada por Gustavo Finkler. A entrada é franca — com retirada de senhas uma hora antes na bilheteria.

Terra do Nunca

Foto: Lisa Roos / Divulgação

Para sempre Terra do Nunca, da Cia. Teatro Novo, volta a cartaz neste domingo. Com texto e direção de Ronald Radde, morto em abril, a peça reúne personagens como Capitão Gancho, Branca de Neve, Cinderela e Peter Pan. A temporada segue até 30 de outubro, e as sessões ocorrem aos domingos, às 17h, no Teatro Novo DC (Frederico Mentz, 1.561). Ingressos a R$ 30.

VEM AÍ

Dinotrux
O Discovery Kids estreia a série Dinotrux na próxima segunda, às 9h30min. A animação apresenta a história de uma turma de guindastes, escavadeiras, gruas, tratores, caminhões-caçamba e seus amigos, as ferramentas reptools. Cada máquina ou utensílio tem o aspecto de uma espécie de dinossauro.

EM FAMÍLIA

Foto: Cláudia Bins / Arquivo Pessoal

Cláudia Bins,  Editora dos blogs As Passeadeiras e Mezzo Mondo e mãe de Manoela, 10 anos, e Juliana, cinco anos.

Minha sugestão é um passeio pelo Centro Histórico de Porto Alegre, começando pela Casa de Cultura Mario Quintana, onde além de visitar a brinquedoteca, que fica no quinto andar, podemos visitar o jardim de Lutzenberger, o quarto de Mario Quintana, as galerias de arte, ir ao teatro e ainda fazer um lanche gostoso no Café Santo de Casa, que fica no último andar. Se ainda tiverem energia, uma caminhada pela Praça da Alfândega nos leva até o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs) e, do outro lado, o Santander Cultural, onde podemos apreciar um dos mais bonitos prédios do centro da cidade e suas exposições de arte. Aproveite para mostrar os vários tipos de pinturas e esculturas em exposição nos dois espaços. Crianças são curiosas e adoram aprender enquanto brincam. Use a imaginação e divirta-se em família nos espaços culturais do centro da cidade.

NAS REDES

Compartilhe fotos de passeios com as crianças usando a hashtag #programinhazh ou enviando um e-mail para programinha@zerohora.com.br. As imagens podem ser publicadas na seção Programinha do caderno Fíndi.

Manuela Cavalcante Foto: Mara Kihs / Arquivo Pessoal
Manuella Padilha e Theodora Bueno Foto: Patricia Lemke / Arquivo Pessoal

Leia outras notícias de entretenimento em ZH

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.