Ações no tabuleiro

"Game of Thrones": segundo episódio da sétima temporada traz sexo, violência e coalizões

Exibido no último domingo (23), capítulo focou nas estratégias e lobbys para uma iminente guerra

24/07/2017 - 10h21min | Atualizada em 24/07/2017 - 11h40min
"Game of Thrones": segundo episódio da sétima temporada traz sexo, violência e coalizões Helen Sloan/HBO
Theon (Alfie Owen-Allen) e Yara Greyjoy (Gemma Whelan) Foto: Helen Sloan / HBO  

Após uma estreia que serviu para reintroduzir os personagens na trama, o segundo episódio da sétima temporada de Game of Thrones foi mais um dia normal em Westeros: lobby político, violência e sexo. Boa parte do capítulo foi dedicada ao posicionamento das peças no tabuleiro da iminente guerra entre Daenerys (Emilia Clarke) e Cersei (Lena Headey) pelo Trono de Ferro.

O episódio começa apresentado a articulação do lado Targaryen. Em Pedra do Dragão, Daenerys coloca Varys (Conleth Hill) na parede por sua constante troca de lados e o pede para lhe apontar seus erros como rainha e no que precisa melhorar em vez de conspirar ou trocar informações com terceiros. A seguir, a Khaleesi recebe a sacerdotisa vermelha Melisandre (Carice van Houten), que lhe conta a profecia sobre um príncipe ou princesa que enfrentaria o mal, o que poderia incluir Dany ou Jon Snow (Kit Harington). A sacerdotisa convence a Targaryen a conhecer o Rei do Norte e lhe propor uma aliança. Em uma cena posterior, em Winterfell, Jon aceita o convite de sua tia (ambos ainda não têm consciência desse parentesco) para obter auxílio dela na guerra contra os White Walkers. Sua irmã Sansa (Sophie Turner) assume o controle do Norte enquanto ele estiver viajando.

Leia mais
Como foi a estreia da nova temporada de "Game of Thrones"
"Game of Thrones": saiba como fugir dos spoilers nas redes sociais
"Game of Thrones": fãs ficam surpresos com participação de Ed Sheeran na série

Ainda em Pedra do Dragão, Tyrion (Peter Dinklage) apresenta a estratégia de Daenerys para derrotar às suas aliadas – Ellaria Sand (Indira Varma), Olenna Tyrell (Diana Rigg) e Yara Greyjoy (Gemma Whelan). No plano, os guerreiros Imaculados e Dothraki atacarão Rochedo Casterly, sede da Casa Lannister, enquanto o restante dos aliados fará um cerco à Porto Real. Antes de partir para Rochedo, o soldado imaculado – consequentemente, eunuco – Verme Cinzento (Jacob Anderson) e Missandei (Nathalie Emmanuel) sucumbem aos seus desejos, em uma delicada cena de amor.

Enquanto isso, no Trono de Ferro, a Rainha Cersei faz sua propaganda de guerra contra Daenerys, referindo-se a rival como "a filha do Rei Louco" e tentando propagar medo. Seu irmão Jaime busca convencer Randyll Tarly (James Faulkner) – pai de Sam  (John Bradley) – a aderir a coalização de Porto Real, mas ele se mostra reticente em um primeiro momento por lealdade aos Tyrell.

No final episódio, Euron Greejoy (Johan Philip Asbæk) surpreende com suas tropas uma escolta de navios que levava Yara, Theon (Alfie Owen-Allen), Ellaria e suas filhas. No combate, Obara (Keisha Castle-Hughes) e Nymeria (Jessica Henwick) são violentamente mortas. Ao ver seu tio com sua irmã, Theon resolve saltar do barco e fugir nadando. Euron captura Ellaria e Tyene (Rosabell Laurenti Sellers), que servirão como presentes para Cersei. Ele pretende barganhar as duas para pedir Cersei em casamento.

Com tais baixas, Daenerys sofreu seu primeiro revés. No placar, 1 a 0 para a Casa Lannister no jogo pelo trono.

Medicina alternativa

Na Cidadela, Sam tenta curar Jorah Mormont (Iain Glen) de suas escamagris. Para isso, ele aplica no cavaleiro um procedimento doloroso, que pode ser fatal, para remover as chagas.

Reencontro agridoce

Ao saber por meio de Torta Quente (Ben Hawkey) que seu irmão Jon Snow assumiu o comando do Norte, Arya (Maisie Williams) decide mudar sua rota de Porto Real – onde pretendia ir para matar Cersei – para Winterfell. No caminho, ela reencontra sua loba Nymeria, desaparecida desde a primeira temporada. Liderando uma alcateia, a canina planejava atacar a Stark, mas as duas se reconhecem. Arya convida Nymeria para voltar com ela para a casa, mas a loba já trilhou sua própria trajetória selvagem. Não é mais aquele animal domesticado. A guerreira comenta "não é você", refletindo que a conexão entre as duas foi perdida – embora ainda tenham muito em comum. 

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.