Season finale

Quarta temporada de "The 100" termina nesta quinta-feira, com a chegada da onda mortal de radiação

Warner exibe às 21h40min o episódio final, em que skycrown tenta salvar a humanidade da extinção 

20/07/2017 - 08h01min | Atualizada em 20/07/2017 - 08h02min
Quarta temporada de "The 100" termina nesta quinta-feira, com a chegada da onda mortal de radiação Warner/Divulgação
Clarke, Raven e Bellamy têm um plano para se salvarem da radiação Foto: Warner / Divulgação  

Quando The 100 estreou, em 2014, parecia mais uma série americana adolescente, cheia de brigas, casais, pegação e farra – só que em um cenário pós-apocalíptico. Porém, com o passar dos episódios e, sobretudo, a partir da segunda temporada, a série mudou o rumo e conquistou, também, muitos fãs adultos. No começo exibida no Brasil pela MTV, agora, ela é transmitida pela Warner, que leva ao ar o último episódio da quarta temporada nesta quinta-feira, às 21h40min. O texto contém spoilers.

Leia também:
Jovens e rebeldes sozinhos na Terra: série "The 100" estreia na Warner

Protagonista de "O Atirador" quebra a perna em "acidente maluco", e filmagens de série são interrompidas
"A Força do Querer": Ivana descobre que é um homem trans gay

Após uma temporada inteira de tentativas para salvar a humanidade da Praimfaya (a onda mortal de radiação), o fenômeno está finalmente chegando, com perspectiva de não deixar um humano vivo sobre a Terra. A última alternativa é o abrigo subterrâneo tomado pelos skycrown. Porém, depois de Octavia (Marie Avgeropoulos) vencer uma disputa entre os clãs e se tornar a nova comandante, ela expulsa o próprio povo do local para dividir os 1,2 mil lugares disponíveis entre os 12 clãs – o abrigo é capaz de manter este número de pessoas até que a Terra esteja novamente habitável. Com apenas cem vagas para os skycrown, há uma nova referência aos ¿cem¿ do título da série, já que apenas uma centena do povo da Arca estará a salvo – o resto, ao que tudo indica, vai morrer queimado junto a Grounders. 

Paralelamente, impossibilitados de chegar ao abrigo devido à radiação, oito dos personagens preferidos bolam um arriscado plano para fugir da onda mortal, em uma operação rumo ao espaço. Aí, temos outra referência ao começo da série: após tantas desventuras na Terra, alguns dos cem adolescentes vindos para o planeta como prisioneiros para testar se ele estava habitável voltam ao espaço para sobreviver – desta vez, com uma terra firme a tiracolo, Echo (Tasya Teles).

Ocorrem imprevistos e Clarke (Eliza Taylor) escala uma torre para ligar manualmente o anel de energia do que restou da Arca. Ela não consegue voltar a tempo de embarcar no foguete e observa os amigos indo para o espaço sem ela, uma decisão que parte o coração de Bellamy (Bob Morley). Do espaço, os sete visualizam a onda destruidora deixar o planeta laranja. 

Quando imagina-se que os créditos finais vão invadir a tela, os fãs são surpreendidos por uma passagem de tempo de seis anos, algo que esperava-se acontecer apenas na quinta temporada. Clarke, sobre a Terra, tenta contato com os amigos da Arca e do abrigo, sem sucesso – devido às experiências com o sangue negro, ela fica imune a Praimfaya e ainda encontra outra menininha nightblood. Na última cena, uma nave surpreende as duas. E aí estão os ganchos para a nova temporada, já confirmada para 2018: quem são os pais da garotinha? Por que os 12 clãs não saíram do abrigo? Por que o povo do espaço não voltou? E, sobretudo, de onde vem a nave e quem está nela?

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.