Sereiando

Isis Valverde: "Tem coisas que a Ritinha faz que todo mundo queria fazer"

Em entrevista, atriz comentou as atitudes dúbias da personagem da novela "A Força do Querer"

15/09/2017 - 16h44min | Atualizada em 15/09/2017 - 16h44min
Isis Valverde: "Tem coisas que a Ritinha faz que todo mundo queria fazer" Estevam Avellar/TV Globo/Divulgação
Foto: Estevam Avellar / TV Globo/Divulgação  

Parcialmente caracterizada como Ritinha, com bobs no cabelo, a atriz Isis Valverde falou com a imprensa sobre seu papel em A Força do Querer, antes de gravar suas cenas do dia. Sucesso na novela das 21h, ela tem levado o vocabulário de sua personagem para o seu dia a dia, lançando expressões como "égua!" ou "vô nada". Para Isis, as atitudes dúbias da personagem são justificadas se a pessoa compreender de que se trata de uma sereia, que ela defende com paixão.

– Eu tenho um ser mitológico mesmo, igual Ariel (de A Pequena Sereia). Estava lá nadando, de repente, ganhou pernas e chegou na cidade. Não é que a Ritinha seja infantil, é que ela não conhece essa relação. Para ela, isso não importa, mas sim viver a vida sem importar com o dia de amanhã, só o de hoje – analisa. – Ela é uma personagem que vai por sua natureza. É tão impulsiva que isso faz com que você duvide do caráter dela, mas a Ritinha não deseja o mal das pessoas. Apenas segue seu impulso. Uma hora ela vai se ferrar por isso – completa a atriz de 30 anos.

Leia mais
Cristiane Finger: a força da televisão na Força do Querer
Carol Duarte: "Ivan não cortaria o cabelo se isso não o fizesse feliz"
"Sereias não se apaixonam", justifica Isis Valverde sobre comportamento de Ritinha em "A Força do Querer"

Para Isis, Ritinha mudou um pouco sua perspectiva após o nascimento de Ruyzinho.

– O que achei legal em uma cena é que a Ritinha falou assim: "Zeca e Ruy, Ruy e Zeca, eu não estou nem aí. Só me importo com o meu aquário e com meu filho". Acho que nos próximos capítulos vocês vão ficar com pena dela porque ela ama o Ruyzinho. O amor mais visceral que a personagem tem é essa criança. Se essa relação for estremecida, ela vai sofrer muito – prevê a atriz.

Porém, Isis discorda da maneira como Ritinha lidou com Zeca, o verdadeiro pai de Ruyzinho. 

– Eu tenho um dó do Zeca quando vê o filho pela primeira vez, mas a Ritinha não revela que ele é o pai.  Ela esconde sua tristeza, pois isso não tem mais conserto na cabeça dela. Segue em frente. Isso para mim foi uma coisa muito pesada. Ela foi bastante inconsequente, não considerou que ela o conhece desde criança e é apaixonada – lamenta. 

Para a construção de Ritinha, Isis costuma consultar a autora da novela, Gloria Perez.

– Eu converso com a Gloria, que é uma pessoa muito fofa, monstra, incrível, que escreve uma novela sozinha e ainda te atende. O bom de você ser afinado com o autor da novela é porque você entende o que ele quer. Se começa a fazer uma coisa, e o autor está querendo outra, perde um pouco. Como nessa novela eu percebo que a autora vai junto, ela faz questão de escrever rubricas para gente. "Não é para fulano olhar para não sei quem. Fulano não viu não sei quem". Ela conduz muito bem – conta.

Apaixonada por sua personagem, Isis já brincava de sereia com suas amigas quando tinha sete anos.

– Eu nadava na piscina com as pernas amarradas com fita de cabelo. Queria amarrar as pernas da amiga também, mas ela se afogava (risos) – lembra.

De acordo com Isis, falta a Ritinha aprender o que é o amor: 

– É abdicar de várias coisas de sua vida pelo outro. É você amar o outro como a si mesmo. Ela não aprendeu isso ainda porque é uma sereia, que não tem esse tipo de regra ou de vivência. Sereia é ela e acabou. 

Isis aponta que Ritinha vive demasiadamente focada no presente:

– Ela é assim: acabou uma situação, no dia seguinte vai passear ou dançar carimbó. O passado não interessa. É o que a Ritinha fala: "o que passou, passou, não tem como remendar". Agora tem que ver o presente. Tem coisas que Ritinha faz que todo mundo queria fazer.

A atriz crê que sua sereia vê a vida com simplicidade.

– Sabe aquelas coisas da vida que a gente cria problemas? Tem uma frase que ela diz para Ivana que acho incrível. Primeiro, a personagem da Carol Duarte fala: "Para você, tudo é simples, Ritinha". Ela responde: "A vida é simples. Vocês é que complicam" – conta.

Mas Isis ressalta que a vida não é tão simples como Ritinha pensa:

– Vivemos em uma sociedade na qual temos regras e relações com outras pessoas. Então, precisamos entender o outro lado. Para Ritinha, não existe isso, relação em conjunto na sociedade. É uma sereia.

Tem algum ponto que Isis se identifica com sua sereia?

– Queria ter mais dela. Mas eu acho que me identifico com a sua alegria de estar viva. Eu sofri uma situação muito forte na minha vida (Isis sofreu um acidente de carro em 2014, no Rio de Janeiro), que eu poderia não estar sentada aqui conversando com você. Quando se passa por uma situação assim, você tem uma visão da vida como um presente. Apesar de a Ritinha nunca ter passado por isso, ela vê a vida como um presente. É muito lindo de ver como ela floresce na novela, todos os dias, sempre iluminada. Pulsando – reflete a atriz.

Isis pretende lançar um livro ano que vem. Ainda sem título, o prefácio seria escrito pelo jornalista Jorge Bastos Moreno, que a incentivou a publicar a obra. 

– É um livro de contos poéticos e poesias pequenas, mas muito pessoal, que escrevo desde os 20 anos até hoje – pontua.


s até hoje – pontua.


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.