Em alta

Pela primeira vez no Brasileirão de pontos corridos, Inter e Grêmio arrancam bem na competição

No Beira-Rio e no Olímpico o assunto entre os jogadores é um só: a ambição pelo título brasileiro

07/06/2012 | 21h42
Pela primeira vez no Brasileirão de pontos corridos, Inter e Grêmio arrancam bem na competição Editoria de arte online/ZH
Dupla arranca bem neste início de torneio e prevê um campeonato promissor Foto: Editoria de arte online / ZH

Nunca antes desde a transformação do Brasileirão em pontos corridos, em 10 anos de campeonato, a Dupla arrancou tão bem. Ao cabo da terceira rodada, se o Inter amealha sete pontos, o Grêmio o persegue com seis, um indicativo de que nasce um Gre-Nal pelas posições da frente. Antes, quando um deles se fixava entre os primeiros, o outro patinava. Agora, ambos ocupam a parte confortável da gangorra. Não há flauta a tocar.

O que aconteceu? No vestiário do Beira-Rio corre um alerta: nos últimos seis anos, em três deles o Inter deixou escapar um título devido à falta de alguns inocentes pontinhos ao final. Foi assim em 2005, ao chegar três pontos atrás do campeão Corinthians. No ano seguinte, o Inter foi vice, embora a nove pontos do líder São Paulo. Em 2009, o então time de Mário Sérgio chegou a apenas dois pontos do campeão Flamengo.

— Os campeonatos perdidos por detalhes nos últimos anos são assunto diário entre os jogadores — garante Luciano Davi, vice de futebol do Inter.

Com quatro clássicos seguidos logo de início, o Beira-Rio previa dificuldades: Flamengo (empate em 3 a 3), São Paulo (vitória por 1 a 0), e faltam o Fluminense e o Botafogo.

No Olímpico, o presidente Paulo Odone atribui o momento à ideia de chegar à Arena com o título brasileiro ou a classificação à Libertadores.

— Está um ambiente motivado. Os jogadores têm a ambição de título, é o perfil do grupo — garante Odone.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.