Sem gols

Em Araraquara, Palmeiras e Cruzeiro ficam no 0 a 0

Depois de um bom primeiro tempo, Verdão perdeu chances para abrir o placar e pecou por um segundo tempo afobado

Por: Lancepress
13/10/2016 - 21h57min | Atualizada em 13/10/2016 - 21h57min
Em Araraquara, Palmeiras e Cruzeiro ficam no 0 a 0 Célio Messias / Light Press/ Cruzeiro/Light Press/ Cruzeiro
Foto: Célio Messias / Light Press/ Cruzeiro / Light Press/ Cruzeiro

O líder Palmeiras chegou ao seu 13º jogo sem derrota no Brasileiro, mas saiu frustrado do empate em 0 a 0 com o Cruzeiro, em Araraquara (SP). Depois de um bom primeiro tempo na Fonte Luminosa, o time se afobou no segundo e ficou no 0 a 0 com a equipe mineira.

Sem Mina, vetado após teste no campo, mas com Gabriel Jesus, o Verdão foi melhor quando roubou a bola no campo de ataque e usou a velocidade. Com Moisés e Dudu armando e Tchê Tchê tendo importante participação à frente, o Verdão empilhou oportunidades. Todas desperdiçadas: chutes de longa distância, cabeceio livre pelo alto, tiro para a defesa do goleiro. O repertório era vasto, mas nada de gol. E o Cruzeiro, com jogadores técnicos, passou a criar problemas na metade final do primeiro tempo. A melhor chance foi com Rafinha, em chute na rede pelo lado de fora.

Leia mais
Guia da Secação: veja os resultados que interessam à dupla Gre-Nal
Messi teria vetado a convocação de Icardi à por causa de traição
CBF vai organizar Campeonato Brasileiro de videogame

Na volta do intervalo, o Palmeiras parecia que iria repetir o bom início do jogo. Só que a velocidade e marcação em cima funcionaram apenas nos primeiros cinco minutos. O Cruzeiro voltou a ganhar espaço no meio-campo. Gabriel Jesus, em dois lances seguidos, até pediu pênalti, mas o árbitro não aceitou as reclamações do camisa 33.

A Raposa, mesmo sem uma mexida de Mano Menezes, passou a encurralar os donos da casa. Em jogadas pelo alto foram duas oportunidades desperdiçadas, mas a principal veio dos pés de Robinho. Xingado pela torcida na Fonte Luminosa, o camisa 19 só não marcou porque Zé Roberto foi muito rápido e tirou em cima da linha. O público vibrou como se fosse gol.

Na parte final, a partida ficou mais desorganizada, mas emocionante. Cada arrancada era um lance de perigo. Só que a afobação, dos dois lados, não deixou com que o gol saísse. O público, que fez festa desde a chegada do Verdão no interior, passou os acréscimos praticamente calado, esperando a salvação em uma jogada individual. Ninguém estava em uma noite inspirada.

O resultado levou o Palmeiras a 61 pontos - a atual sequência invicta é de oito vitórias e cinco empates. Se o Flamengo vencer o Fla-Flu chegará a 60 e voltará a ficar um ponto atrás. Já o Cruzeiro tem 37 pontos e segue fora da zona de rebaixamento. Até por isso, os mineiros que foram à Fonte Luminosa vibraram com o resultado. Os palmeirenses saíram quietos - uma minoria mais corneteira até vaiou. Não era o que o Verdão esperava em Araraquara.


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.