Brasileirão

Na estreia de Oswaldo, Corinthians bate lanterna América-MG

Time paulista derrotou a equipe mineira em Itaquera com gols de  Romero e Rodriguinho

Por: Lancepress
16/10/2016 - 21h04min | Atualizada em 16/10/2016 - 21h04min
Na estreia de Oswaldo, Corinthians bate lanterna América-MG Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians/Agência Corinthians
Foto: Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians / Agência Corinthians

O Corinthians venceu o América-MG com a cara de Oswaldo de Oliveira. Não que o novo treinador tenha mudado radicalmente a equipe ou implementado conceitos táticos em apenas dois treinamentos antes da sua estreia. É que o jogo contra o lanterna América-MG foi calmo, controlado e seguro como o comandante alvinegro, que iniciou sua terceira passagem pelo clube com vitória por 2 a 0.

Se o técnico foi novo, os protagonistas do clube seguiram sendo os mesmos. Romero, artilheiro da equipe na temporada, abriu o placar e se isolou como o maior goleador da Arena, com 16 gols. Outro destaque alvinegro no ano, Rodriguinho marcou o segundo em uma pintura, pegando de primeira o cruzamento de Guilherme, que deu duas assistências.

Leia mais:
De virada, Inter vence o Flamengo e sai da zona de rebaixamento
Com polêmicas na arbitragem e gol no fim, Botafogo vence o Atlético-MG
Veja a tabela do Brasileirão

O resultado não serviu para o Corinthians entrar no G6, já que Botafogo e Atlético-PR venceram, mas fez com que a equipe voltasse a vencer depois de três tropeços seguidos em Itaquera no Brasileirão. Já o Coelho segue contando as rodadas até o rebaixamento ser consumado e se afundou ainda mais na última posição do Nacional.

Ficou claro que não havia partida melhor para Oswaldo de Oliveira estrear. Diante do pior time do Brasileirão, o Corinthians se impôs do começo ao fim e só não ganhou de mais porque desperdiçou boas chances no primeiro tempo e tirou o pé do acelerador no segundo.

Quando Romero abriu o placar aos 16 minutos, o próprio paraguaio já tinha tido gol anulado e Giovanni e Guilherme tinham perdido duas oportunidades. O Timão tinha facilidade para fazer o que Oswaldo mais pediu no pouco tempo que teve: triangulações. Pela direita, Fagner, Giovanni Augusto e Romero criavam boas jogadas, enquanto do lado oposto Uendel, Rodriguinho e Marlone tinham um pouco mais de dificuldades.

Mesmo assim foi pela esquerda que saiu o segundo. De pé em pé, a bola chegou para Guilherme, que cruzou bola certeira para Rodriguinho, que nem deixou ela cair e mandou no ângulo.

Não se sabe qual foi o papo com Oswaldo no intervalo, mas é possível que o treinador tenha aconselhados seus atletas a diminuírem o ritmo, tamanha foi a morosidade alvinegra no segundo tempo. Talvez já pensando na decisão de quarta-feira, contra o Cruzeiro, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Leia outras notícias sobre o Brasileirão

*LANCEPRESS


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.