Fechado

Oswaldo de Oliveira é o novo técnico do Corinthians

Treinador retorna ao clube mais de 10 anos depois

Por: Lancepress
11/10/2016 - 19h06min | Atualizada em 11/10/2016 - 20h35min
Oswaldo de Oliveira é o novo técnico do Corinthians Palmeiras/Divulgação
Em 2015, Oswaldo comandou o rival Palmeiras Foto: Palmeiras / Divulgação

O Corinthians entrou em acordo com Oswaldo de Oliveira, que será o novo técnico do clube a partir desta quinta-feira. Atualmente dirigindo o Sport, ele se despedirá do clube pernambucano na partida contra a Chapecoense, nesta quarta-feira, às 11h. Fabio Carille, que vinha como treinador interino desde a demissão de Cristóvão Borges, há quase um mês, volta a ser auxiliar-técnico.

O novo comandante alvinegro está com 65 anos e volta ao Timão após mais de uma década. O contrato dele deve ir até o fim de 2017, quando acaba o mandato do presidente Roberto de Andrade. 

Leia mais:
Zagueiro do Corinthians acerta soco em companheiro durante treino
Guia da Secação: veja os resultados que interessam à dupla Gre-Nal na quarta
Kalil Sehbe Neto: Juventude, patrimônio gaúcho há 103 anos

A escolha de Oswaldo de Oliveira foi bancada por Andrade, que não aceitou pressão para escolher outros nomes, como Eduardo Baptista, Roger Machado e Vanderlei Luxemburgo. O mandatário corintiano tem boa relação com o técnico e negociou o retorno diretamente com ele.

Inicialmente o Corinthians informou que manteria Carille até o fim da temporada. Porém, os resultados ruins, a abertura de mais duas vagas na Libertadores do ano que vem e a pressão de sócios e conselheiros fizeram com que a diretoria alvinegra se apressasse.

Já Oswaldo, que tem contrato com o Sport até o fim do ano, tinha ideia de completar o Brasileirão no clube pernambucano, mas vinha sendo muito pressionado pela falta de resultados e a proximidade da zona de rebaixamento do Brasileirão (é o 16º com um ponto a mais que o primeiro time dentro do Z-4).

Esta será a terceira passagem de Oswaldo pelo Corinthians. Na primeira, após substituir Luxemburgo, ele foi campeão paulista e brasileiro em 1999 e mundial em 2000. No retorno, quatro anos depois, não obteve sucesso. No geral, ele comandou o clube em 114 partidas.

*LANCEPRESS


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.