Problemas

Relembre outros casos de partidas que foram impugnadas no Brasil

Resultado do Fla-Flu está sub judice após pedido do Fluminense por interferência externa

Por: ZH Esportes
18/10/2016 - 14h28min | Atualizada em 18/10/2016 - 15h53min
Relembre outros casos de partidas que foram impugnadas no Brasil RENAN OLAZ/Estadão Conteúdo
Lance de Barcos provocou impugnação de Inter x Palmeiras em 2012 Foto: RENAN OLAZ / Estadão Conteúdo

A decisão do STJD de aceitar o pedido do Fluminense para impugnar o resultado do Fla-Flu do último dia 13 trouxe o asterisco na tabela de volta ao Brasileirão. O símbolo gráfico costuma marcar problemas extracampo — o Flamengo fica com três pontos e um jogo a menos na classificação, assim como o Fluminense tem uma partida a menos, enquanto o episódio não for julgado. O caso, apesar de raro, não é inédito no futebol nacional.

Ao contrário de outros problemas que costumam alterar a contagem de pontos em campeonatos pelo Brasil — vários times já perderam pontos, e foram até eliminados, por escalações irregulares, sem falar no Brasileirão 2005, que teve 11 jogos anulados pelo envolvimento do árbitro Edilson Pereira de Carvalho em um escândalo de apostas —, são poucos os episódios em que houve reclamação de interferência externa em lances de jogo.

Leia mais:
CBF coloca resultado de Fla-Flu sub judice e tira pontos do Flamengo na tabela
Sem indicar time, Grêmio faz último treino antes de enfrentar o Palmeiras
Cerca de 9 mil sócios fizeram o check-in para acompanhar Inter x Santos

O caso mais rumoroso envolveu o Inter. Em 2012, na 31ª rodada do Brasileirão daquele ano, o Colorado recebeu o Palmeiras no Beira-Rio e venceu o encontro por 2 a 1. O jogo, no entanto, ficou marcado por uma tentativa de gol de mão de Hernán Barcos: o argentino aproveitou cruzamento da esquerda e deu um soco na bola para mandar às redes de Muriel.

A mão foi evidente para quem acompanhou o jogo pela TV. No campo, no entanto, o árbitro Francisco Carlos do Nascimento, confirmado para o Gre-Nal 411 não viu a infração e validou o gol. Os jogadores colorados reclamaram muito, e o quarto árbitro — o gaúcho Jean Pierre Lima — avisou o juiz do toque irregular. Depois de muita discussão, Nascimento voltou atrás e marcou a falta.

Brigando contra o rebaixamento, o Palmeiras pediu a impugnação do jogo alegando que o árbitro havia sido avisado do lance somente com a ajuda da TV. O STJD aceitou o pedido e também deixou o resultado suspenso. No julgamento, contudo, o tribunal votou pela confirmação do placar original da partida, com vitória colorada.

No ano seguinte, o Flamengo — hoje a "vítima" da história com o Fluminense — fez o pedido de impugnação de um jogo do Campeonato Carioca. Os rubro-negros alegaram que um gol de Hernane contra o Duque de Caxias só foi anulado após alguém avisar ao trio de arbitragem que havia uma irregularidade no lance. O jogo terminou empatado em 1 a 1.

O caso foi a julgamento no TJD da Federação Carioca e, assim como agora no Brasileirão, o resultado inicial foi impugnado. No julgamento, o tribunal decidiu manter o placar da partida.

Em 2015, outro jogo envolvendo o Palmeiras teve acusação de interferência externa. Contra a Chapecoense, pelo Brasileirão, o lateral Egídio foi expulso pelo árbitro Jailson Macedo de Freitas por falta em William Barbio. Depois da reclamação palmeirense, o juiz voltou atrás e marcou simulação de Barbio, chamando Egídio de volta ao jogo — ele já estava no vestiário da sua equipe.

*ZHESPORTES


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.