Caça ao líder

Participação, eficiência e experiência: o que o Corinthians perde sem Jadson 

Camisa 10, que ficará pelo menos um mês fora, é o jogador com mais cruzamentos certos e passes para finalização do líder do Brasileirão 

Por: Lancepress
21/07/2017 - 16h03min | Atualizada em 21/07/2017 - 16h03min
Participação, eficiência e experiência: o que o Corinthians perde sem Jadson  MARCO GALVÃO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: MARCO GALVÃO / FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO  

Campeão paulista, com vaga encaminhada para as oitavas de final da Copa Sul-Americana e líder do Campeonato Brasileiro há 11 rodadas e com seis pontos de vantagem em relação ao segundo colocado, o Corinthians terá um desafio importante nos próximos compromissos: superar a ausência de seu camisa 10, Jadson. O meia já está em tratamento de fraturas em duas costelas e será desfalque por pelo menos um mês, contra Fluminense, Flamengo, Atlético-MG, Sport e Vitória, pelo Brasileirão, e Patriotas (COL), na volta da segunda fase da competição continental.

Leia mais:
"Profeta" Renato Portaluppi gera memes após segundo empate do Corinthians

Repatriado pelo Timão em fevereiro, o meia de 33 anos é uma das armas do Corinthians eficiente e letal, dono de aproveitamento superior a 70% na temporada. Jadson disputou 31 partidas, fez oito gols e distribuiu cinco assistências, números que fazem dele o terceiro jogador mais eficiente do elenco em participação em gols, atrás apenas de Jô e Rodriguinho. As estatísticas positivas não param por aí...

Jadson é o jogador do Corinthians que mais acerta cruzamentos no Brasileirão, competição em que é o quinto melhor do quesito. Ele ainda aparece com 22 passes para finalização no torneio, sendo que apenas 12 jogadores têm números melhores entre todos os 20 clubes. O camisa 10 alvinegro ainda acerta 85,6% de seus passes, com média de 31,86 corretos e apenas 5,36 errados por partida. O passe qualificado e a visão de jogo do meia criam espaços para o Corinthians desbravar defesas rivais neste Brasileirão.

Lesionado logo no início da partida contra o Avaí, Jadson permaneceu na casa de familiares em Florianópolis e volta a São Paulo em breve para seguir o tratamento das fraturas na costela. A expectativa é que retorne na partida do dia 23 de agosto, contra a Chapecoense, na Arena Condá, já pelo returno do Campeonato Brasileiro. Enquanto isso, o técnico Fábio Carille terá o desafio de encontrar um substituto para o camisa 10 que chegue perto de sua participação e eficiência.

Neste domingo, diante do Fluminense, Marquinhos Gabriel está suspenso, então a disputa será entre nomes como Giovanni Augusto, Clayson e Pedrinho.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.