Polêmica

Mario Sergio Conti: "Pensei realmente que era o Scolari"

ZH falou com o colunista e com o sósia de Felipão, que disse não ter se passado pelo técnico da Seleção

19/06/2014 | 18h06
Mario Sergio Conti: "Pensei realmente que era o Scolari" Divulgação e Reprodução do Facebook/ Montagem sobre fotos
Mario Sergio Conti e Wladimir Palomo, sósia de Felipão Foto: Divulgação e Reprodução do Facebook / Montagem sobre fotos

Após a polêmica envolvendo a entrevista com um sósia de Luiz Felipe Scolari, o jornalista Mario Sergio Conti admitiu, em entrevista por e-mail a ZH, que realmente confundiu o ator com o técnico da Seleção Brasileira. O colunista de O Globo e da Folha de S.Paulo/UOL e apresentador da Globonews conversou com o sósia Wladimir Palomo em um voo do Rio de Janeiro para São Paulo.

Confira as últimas notícias da Copa do Mundo

O encontro foi relatado em um texto — publicado pela Folha e O Globo — com o título "Felipão sobre Neymar: 'Se tivéssemos três como ele, a Copa seria uma tranquilidade'". Horas depois, os veículos admitiram o erro e retiraram a matéria do ar.

Mesmo com a errata publicada, internautas suspeitavam que Conti poderia estar sendo irônico, já que, na matéria, o jornalista contava ter recebido um cartão de visitas com os dizeres "Vladimir [sic] Palomo — Sósia de Felipão — Eventos". ZH conversou com o colunista e com o sósia.

Entrevista: Mario Sergio Conti
"Não afetará a Bolsa, a Copa ou as eleições"

Zero Hora — Foi uma brincadeira ou o senhor realmente confundiu o sósia de Felipão com o próprio técnico?

Mário Sergio Conti — Pensei realmente que era o Scolari. Nunca estive com Felipão. Sequer vi entrevistas dele na televisão; só nas partidas, ao lado do campo. Achei todas as respostas dele sensatas.

ZH — Vocês conversaram sobre Neymar, empate com o México, aeroportos, vaias a Dilma... Quanto tempo durou essa conversa? Em nenhum momento, o senhor desconfiou?

Conti — Cerca de meia hora. O tempo do voo do Rio a São Paulo. Não desconfiei em nenhum momento que não fosse ele. Lera em algum lugar que a seleção estava de folga.

ZH — O texto publicado pelo O Globo (que foi atualizado quase 30 min depois da publicação) termina com a história do cartão de visitas do sósia. Essa informação constava na primeira versão ou foi acrescentada depois?

Conti — A informação constava do texto enviado originalmente. Nada foi alterado nele. Quando perguntei se toparia ser entrevistado na televisão, ele disse que sim, mas que estava muito ocupado naqueles dias. Aí me deu o cartão e rimos. Imaginei que era uma piada dele: entreviste esse sósia meu...

ZH — O que o senhor tem a dizer aos seus leitores?

Conti — Perdão pela confusão. Felizmente, ela não prejudica ninguém. Não afetará a Bolsa, a Copa ou as eleições.

Entrevista: Wladimir Palomo
"Você acha que o Felipão ia ficar andando sozinho em um avião no dia da Copa?"

Trabalhando como sósia de Felipão há cerca de um ano, Wladimir Palomo (com W, e não V como foi publicado por Folha e O Globo), que interpreta o técnico da Seleção no humorístico Zorra Total, parecia nervoso com a repercussão de sua conversa com o colunista Mario Sergio Conti. Em entrevista por telefone, ele garantiu que "não teve maldade".

Zero Hora — Foi o senhor que deu uma entrevista ao colunista Mario Sergio Conti?

Palomo — Sim, estávamos dentro do avião, sentei ao lado dele. Foi uma conversa com um pessoa comum, como eu converso com você. Cinco a dez minutinhos no voo, só isso. E outra coisa: nem sabia que ele era jornalista. Só na hora de ir embora, eu perguntei quem ele era, e ele disse que era repórter.

ZH — O senhor entregou um cartão para ele?

Palomo — Entreguei um cartão onde diz que eu faço eventos como sósia do Felipão. Eu sou aquele rapaz que trabalha no Zorra Total.

ZH — O senhor acha que ele se confundiu ou que ele sabia que se tratava de um sósia?

Palomo — Provavelmente ele deveria saber. Tinha um monte de gente tirando foto com o sósia do Felipão e com o sósia do Neymar.

ZH — Foi uma brincadeira ou ele estava levando o senhor a sério?

Palomo — Eu acho que foi uma brincadeira o tempo inteiro. Ou então ele se confundiu. Você acha que o Felipão ia ficar andando sozinho em um avião no dia da Copa?

ZH — Entramos em contato com o Mario Sergio Conti e ele afirma que se confundiu mesmo. O senhor acha que a sua imitação está tão boa assim?

Palomo — Eu não imito, sou eu mesmo. Não imito nada.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.