Bombou

Proibida nos estádios, caxirola é sucesso de vendas

Instrumento criado pelo músico Carlinhos Brown foi vetado pela Fifa nas arenas

11/06/2014 - 08h53min
Proibida nos estádios, caxirola é sucesso de vendas Divulgação/The Marketing Store
Carlinhos Brown criou a caxirola em 2013 Foto: Divulgação / The Marketing Store  

Criada por Carlinhos Brown, a caxirola foi banida dos estádios brasileiros após uma chuva delas no gramado, arremessadas por torcedores do Bahia irritados após uma derrota da equipe no clássico para o Vitória em abril do ano passado. Só que a proibição da Fifa não tirou dos torcedores o desejo de ter o instrumento musical em casa.

LEIA MAIS
Menu da Copa: confira alguns cardápios traduzidos de maneira curiosa em Porto Alegre
Churrasco no Acampamento Farroupilha custará em média R$ 35
Os números da cerimônia de abertura da Copa do Mundo
Comércio e casais conciliam a data com a abertura da Copa

Apesar de não ser permitida a entrada nos estádios de qualquer um portando uma caxirola, o pequeno chocalho está à vendas na lojas oficiais de produtos da Copa e é um dos itens mais procurados.

— A caxirola está vendendo muito bem, é uma mania que está pegando — explica Priscila Santos, 28 anos, vendedora da loja oficial no aeroporto de Fortaleza.

Ela conta que existe um acréscimo nas vendas por causa da caxirola e garante que sempre explica para o torcedor que ela não pode ser usada nos estádios.

— Mas eles levam mesmo assim, falam que vão usar em casa ou na Fan Fest, que é um evento público — afirma, citando ainda outros campeões de venda, como ventosas para carros, itens da mascote Fuleco e miniaturas dos estádios em resina e acrílico.

Mesmo após a proibição, pouco antes da Copa das Confederações, a sucessora da vuvuzela da àfrica do Sul ganhou nova roupagem, cores e bandeiras de alguns países da Copa, como Alemanha, Argentina, Brasil, Espanha, México, França, Portugal, Holanda, Croácia, Estados Unidos, Chile, Suíça, Japão, Colômbia e Inglaterra.

Priscila lembra que as caxirolas nas cores amarelo ou verde são as mais vendidas, pois remetem às cores do Brasil.

— Elas têm uma saída muito boa. São cores que valorizam nossos produtos nacionais, mas não são apenas brasileiros que compram. Os estrangeiros também aparecem aqui na loja atrás das caxirolas — conclui.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.