Torcer para quem?

Da imperatriz aos imigrantes: 5 motivos para torcer pela Alemanha

Zero Hora te dá razões para apoiar os germânicos na final da Copa do Mundo de 2014

13/07/2014 | 06h04
Da imperatriz aos imigrantes: 5 motivos para torcer pela Alemanha Jefferson Botega/Agencia RBS
Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

Maracanã. Domingo, 16h. O cenário perfeito do futebol brasileiro não terá a nossa Seleção em campo. Na final da Copa do Mundo, Alemanha e Argentina decidirão quem serão os novos campeões do mundiais. Já que o Brasil não estará jogando, quem merece a nossa torcida?

Leia todas as notícias da Copa do Mundo de 2014
Confira como foram todos os jogos do Mundial até aqui

Zero Hora conversou com um representante de cada finalista e pediu para que eles elencassem cinco razões que podem levar os brasileiros a apoiar alemães ou argentinos no derradeiro jogo do Mundial de 2014.

Pelo lado alemão, o escritor Rodrigo Trespach - autor de diversos estudos sobre a imigração germânica no Brasil - enumerou motivos para os brasileiros torcerem pelo time de branco na final deste domingo.

1. Nossa primeira imperatriz era "alemã"



A austríaca D. Leopoldina (1797-1826), é considerada por muitos como a “mãe da imigração alemã” no país. Foi D. Leopoldina quem recebeu as cartas das cortes portuguesas em agosto de 1822 enquanto d. Pedro estava fora da capital, e foi por influência dela e de Bonifácio que d. Pedro decidiu romper com Portugal às margens do Ipiranga, em setembro. Oficialmente era ela a governante do país naquele momento.

2. Mais de 255 mil "alemães" ajudaram a construir o Brasil

 

Os primeiros chegaram em 1824 e de diversas formas, até o início da década de 1970, haviam chegado ao Brasil mais de 255 mil imigrantes provenientes de territórios que formam a Alemanha moderna. Além da contribuição no desenvolvimento da agricultura e na produção industrial, o imigrante alemão teve um importante papel no processo de diversificação cultural do país, especialmente na língua, religião, gastronomia e arquitetura.

3. Mais de cinco milhões de brasileiros têm ascendência alemã

 

Só no Rio Grande do Sul, no primeiro século de imigração, foram criadas 140 colônias alemãs. A influência da cultura e da arquitetura germânicas está presente em diversas cidades do Estado até hoje.

4. 2013-2014 foi o ano da Alemanha no Brasil e no mês de julho completam 190 anos de imigração alemã no país

 


5. A simpatia do time alemão

 

De quebra, a Alemanha foi a seleção que mais demonstrou carinho pelo Brasil na sua estadia durante a Copa. Os alemães interagiram com a nossa população, curtiram os clubes daqui e fizeram sucesso nas redes sociais mesmo após golear o Brasil.

Baixe o aplicativo Além do Campo, da Liga dos Fanáticos, e siga as seleções da Copa.

Android

iOS

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.