Polêmica do clássico

Luxa se desculpa com árbitro e critica FGF: "Alguém lá de cima mandou a minha expulsão"

Técnico se queixa por não ter recebido informação que arbitragem iria proibir escanteio com gandulas

30/04/2012 | 12h15
Luxa se desculpa com árbitro e critica FGF: "Alguém lá de cima mandou a minha expulsão" Lauro Alves/
Em coletiva, Vanderlei Luxemburgo falou sobre a polêmica com gandulas no clássico deste domingo Foto: Lauro Alves

O lance mais polêmico do Gre-Nal 392 segue repercutindo no Estádio Olímpico. Ao final do treinamento nesta manhã, o último antes do embarque para Fortaleza, o técnico Vanderlei Luxemburgo surpreendeu e concedeu nova entrevista coletiva para a imprensa.

O treinador criticou a Federação Gaúcha de Futebol por não ter repassado a informação de que a arbitragem invalidaria os lances de escanteio que contassem com a ajuda de gandulas do Inter. Além disso, acredita que sua expulsão no clássico foi injusta e ordenada por algum membro da comissão de arbitragem da FGF.

– Alguém lá de cima mandou a minha expulsão. Com certeza. [...] Alguém da comissão de arbitragem que fica lá em cima. Os árbitros, sabendo do que acontece nos jogos do Inter, me expulsam de campo por discutir com o gandula. Não tenho dúvidas de que alguém ligou para me mandar tirar do jogo – afirmou o técnico.

Luxemburgo reconhece que causou problemas para o Grêmio com a sua expulsão. Além disso, pede desculpas ao árbitro Márcio Chagas pelas ofensas após a polêmica com os gandulas. Para o treinador, o Inter foi superior no clássico e mereceu a vitória.

– Com a experiência que eu tenho, lamento ter saído expulso de campo ontem e trazer prejuízo ao Grêmio em uma final de competição. A minha presença ajuda, dá estabilidade e segurança aos jogadores. Foi muito ruim. [...] Peço desculpas ao árbitro pelas ofensas. O Inter mereceu ganhar o jogo porque colocou a bola para dentro. Acho que agora vai ter uma discussão mais ampla sobre essa questão. O Inter tem entrado com 17 jogadores em campo. Onze jogadores e seis gandulas. Estão deixando fazer e o Inter vai fazendo – afirmou Luxa.

O treinador também fala que treinou a jogada de escanteios nas atividades fechadas para o público e para a imprensa na última semana.

– O que eu treinei com portões fechados foi colocar um jogador de barreira para não deixar bater o escanteio. O delegado da Federação estava comigo no vestiário e não me informou que a abitragem não validaria. Aí eu nem teria treinado – completou.

Após o treino nesta manhã, o Grêmio embarca para o Ceará no começo da tarde. O jogo de ida pelas oitavas da Copa do Brasil contra o Fortaleza acontece na quarta, às 19h30min, no Estádio Presidente Vargas.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.