Qual é a nota?

Cotação ZH: A avaliação dos jogadores na vitória do Inter na final do Gauchão

Sandro Silva e Damião foram os destaques no confronto final da Campeonato Gaúcho de 2012

13/05/2012 | 21h48
Cotação ZH: A avaliação dos jogadores na vitória do Inter na final do Gauchão Ricardo Duarte/
Inter foi melhor e conquistou o título neste domingo Foto: Ricardo Duarte

INTER
Muriel:
Salvou o título aos 44 do segundo tempo, em chute de Wangler. Nota 8

Nei: Foi abaixo. E não apenas pelo pênalti perdido. Mas jamais se esconde do jogo. Nota 6

Rodrigo Moledo: Outro que não anda nos melhores dias. Precisa dosar a energia. Leva cartão demais. Nota 6

Índio: Aos 37 anos, joga como guri. E ainda tem o rótulo de campeão. Nota 7

Fabrício: Foi opaco no primeiro tempo, mas atropelou no segundo. Nota 7

Sandro Silva: Tomou posse do meio- campo e ainda fez o gol do desafogo. O Inter precisará gastar para tê-lo. Nota 9

Guiñazu: Às vezes, parece impossível o desarme. Mas Guiñazu consegue e ainda sai jogando. Nota 7

Tinga: Enredado na maçaroca do time no primeiro tempo. Nota 5

Dátolo: Errou passes, se enervou e repetiu a dose do que foi contra o Fluminense, no Engenhão. Nota 5

Oscar: Foi o principal articulador no primeiro tempo. No segundo, recuou para receber a bola e desequilibrou nas tabelas com D’Ale. Nota 8

Leandro Damião: Fez o gol do título e acabou o Gauchão como goleador. É isso que se exige do centroavante do time. Nota 9

D’Alessandro: Entrou e fez o que se espera do craque do time:assumiu o jogo. O Inter com ele em campo é outro time. Poderia ter batido o pênalti. Nota 8

Dagoberto: Não deve ser estimado na Serra. Seu melhor jogo até ontem havia sido contra o Caxias no primeiro turno. Nota 8

CAXIAS
Paulo Sérgio:
É um goleiro de primeira linha. Ontem, fez de tudo. Só faltou pegar o cabeceio de Damião. Nota 8

Michel: Tem muita força e é lateral à moda antiga, joga atrás e sobe só em anos bissextos. Nota 6

Lacerda: Fez o pênalti em Oscar, perdeu a dividida para Sandro Silva no gol. Não teve uma tarde boa. Nota 5

Jean: Estava firme até sair atrasado e permitir o cabeceio de Damião no segundo gol. Nota 6

Fabinho: Oscar e Nei, e depois D’Ale, avançaram por ali, e isso impediu que se mostrasse no apoio, o seu ponto forte. Nota 6

Umberto: É o cão de guarda da defesa. Vigiou bem a área no primeiro tempo. Mas foi sufocado na avalanche do segundo. Nota 6

Mateus: Sabe o que fazer com a bola, marca e chega com força à frente. É de anotar na agenda. Nota 7

Paraná: Outro volante de qualidade do Caxias. Também merece ser olhado com mais calma. Nota 7

Wangler: Precisa só de um trabalho especial, para ganhar força e encorpar. Se não perder o caminho, se ouvirá falar muito dele. Nota 8

Caion: É perigoso, incomoda, tem velocidade. Mas ontem não levou muita vantagem. Nota 7

Vanderlei: É um atacante diferente da média, vertical, rápido. Nota 7

Alisson: Foi driblado por Oscar no primeiro gol. Nota 5

Marcos Paulo e Rafael Santiago: Pouco jogaram e pouco fizeram. Sem nota

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.