Entrevero

Rafael Diverio: um panorama da seleção do Gauchão

Confira qual seria o time ideal do campeonato estadual

Por: Rafael Diverio
18/04/2017 - 21h20min | Atualizada em 18/04/2017 - 21h36min
Rafael Diverio: um panorama da seleção do Gauchão Lauro Alves/Agencia RBS
D'Alessandro e Léo Moura estão entre os escolhidos até o momento Foto: Lauro Alves / Agencia RBS  

Faltam três domingos para acabar o Gauchão 2017. Portanto, três oportunidades para jogadores de Grêmio, Inter, Novo Hamburgo e Caxias entrarem (ou permanecerem) na seleção do campeonato do Grupo RBS. Ao longo de todas as rodadas, profissionais da casa e convidados do Interior avaliaram o desempenho de jogadores, técnicos e árbitros, com notas que variaram de 4 a 9 (para nossos avaliadores, ninguém teve uma atuação digna de 10 até aqui).

Leia mais:
Winck não descarta trocar peças no Caxias para ter mais volume de jogo 
RBS TV transmitirá jogos do Inter na Série B do Brasileirão
Renato diz que entende contestações: "Torcedor sempre acha que o time vai golear" 

A coluna apresenta as parciais em todas as posições. Decidimos que o sistema será o 4-4-2, mas, como bons gaúchos, não delimitamos se teremos dois ou mais volantes. Até por que é difícil de definir se jogadores como Ramiro (Grêmio) e Elyeser (Caxias) são volantes ou meias, né?

É justamente no meio-campo que estão as disputas mais ferrenhas. Enquanto Jardel e Ramiro caminham a passos largos para confirmar presença entre os melhores, o meia Rafinha, do São José, aguarda por uma má atuação de Rodrigo Dourado ou Elyeser para voltar ao time ideal.

A situação é semelhante no gol. Fábio, também do São José, precisa de um mau desempenho de Matheus (Novo Hamburgo) para ser "titular". Carlão, do Ypiranga, ficou empatado com o camisa 1 do Zequinha, mas como entrou menos vezes em campo, perde no critério de desempate.

Outra briga interessante é pela vaga ao lado de Bolaños no ataque. Depois de uma ótima primeira fase, Brenner vê o companheiro Nico López crescer na fase decisiva (que tem peso maior na votação).

Entre os técnicos, vem dando a lógica: o comandante da melhor campanha ganha com folga a batalha. Na arbitragem, Jean Pierre Lima ainda lidera, mas Anderson Daronco está em seu encalço.

E você? Concorda? Discorda?

Só não adianta xingar o colunista: ele só recebe os dados e coloca na planilha do Excel, viu?

Goleiro
1) Matheus (NH)   7,2
2) Fábio (São José)7,1
3) Carlão (Ypiranga)7,1
4) Roballo (São Paulo)6,9
5) Danilo Fernandes (Inter)6,8
6) Marcelo Pitol (Caxias)6,7
7) Marcelo Grohe (Grêmio)6,2

Lateral-direito
1) Léo Moura6,7
2) John Lennon (Cruzeiro)6,3
3) Léo (NH)6

Zagueiros
1) Júlio Santos (NH)7
2) Cuesta (Inter)7
3) Edson Borges (Caxias)6,7
4) Geromel (Grêmio)6,7
5) Pablo (NH)6,6
6) Jean (Caxias)6,5
7) Kannemann (Grêmio)6,4

Lateral-esquerdo
1) Sander (Cruzeiro)7
2) Xaro (Passo Fundo)6,9
3) Assis (NH)6,6
4) Carlinhos (Inter)6,6

Volantes
1) Jardel (NH)7,4
2) Ramiro (Grêmio) 7,3
3) Preto (NH)7
4) Elyeser (Caxias)6,9
5) Rodrigo Dourado (Inter)6,9
6) Fidélis (São Paulo)6,9
7) Maicon (Grêmio)6,6

Meias
1) D'Alessandro (Inter)7,2
2) Rafinha (São José)7
3) Juninho (NH)6,9
4) Júlio César (Caxias)6,7
5) Wagner (Caxias)6,5

Atacantes
1) Bolaños (Grêmio)7,4
2) Brenner (Inter)7
3) Nico López (Inter)7
4) Thiago Alagoano (Cruzeiro)6,8
5) João Paulo (NH)6,7
6) Branquinho (NH)6,7

Técnico
1) Beto Campos (NH)7,4
2) Luiz Carlos Winck (Caxias)6,9
3) Renato (Grêmio)6,4
4) Ben Hur Pereira (Cruzeiro)6,4
5) Antônio Carlos Zago (Inter)5,9

Árbitro
1) Jean Pierre 7,4
2) Anderson Daronco 7,3
3) Francisco Neto 6,8
4) Leandro Vuaden 6,8

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.