Na bronca

Luxa critica gol anulado contra o Vasco: "Foi uma interferência direta no jogo"

Mesmo com derrota, técnico elogiou rendimento de sua equipe em campo na estreia do Brasileirão

20/05/2012 | 21h52
Luxa critica gol anulado contra o Vasco: "Foi uma interferência direta no jogo" Wagner Meier, AE/
Gol anulado pelo árbitro Célio Amorim dos Santos gerou grande revolta entre os jogadores do Grêmio Foto: Wagner Meier, AE

A arbitragem foi o centro das discussões no vestiário do Grêmio após a derrota por 2 a 1 para o Vasco, na estreia do Brasileirão. De acordo com o técnico O gol que Miralles marcou na segunda etapa e foi anulado pela arbitragem foi decisivo para o resultado do jogo.

— Passa pela arbitragem (resultado). Foi uma interferência direta no jogo. Foi 2 a 1. Mata o jogo. O Vasco teria que sair para atacar e a gente teria a chance do contragolpe. Sair na frente no segundo tempo é mais vantagem do que no início do jogo. O quarto árbitro é do Espírito Santo. O árbitro deu o gol. Ele é que chamou a atenção do juiz — reclamou Luxemburgo, que completou:

— Não aconteceu nada. Foram os jogadores do Vasco que se chocaram. A televisão mostrou isso. Não teve nada a ver com a gente. É complicado. O Brasileirão está só começando e vamos ver muitos erros da arbitragem.

Confira a galeria de fotos da estreia gremista no Brasileirão
Todos os lances de Vasco x Grêmio no blog Dupla ao Vivo

O lance polêmico que gerou tanta reclamação aconteceu aos 13 minutos do segundo tempo. Marco Antonio cruzou na área, Fernando Prass bateu roupa na frente de Miralles, que driblou o goleiro e mandou para o fundo do gol. No entanto, a arbitragem assinalou um empurrão de André Lima sobre zagueiro Rodolfo e anulou a jogada. O que gerou grande revolta entre os jogadores do Grêmio.

O técnico Vanderlei Luxemburgo também lamentou o pênalti perdido por Marcelo Moreno, que poderia ter dado o empate ao time. No entanto, elogiou o rendimento do time, que demonstrou bom rendimento fora de casa.

— Tivemos o pênalti para empatar o jogo. Mas gostei do empenho da equipe. Dominamos a partida no primeiro tempo e tivemos a chance de empatar e também com o Miralles. Aquele lance vai para o Inacreditável (da TV Globo). A bola passou perto — afirmou Luxa, que completou.

— Vamos enaltecer, gostei da forma como o time jogou. Com o Vilson e o Fernando no meio, o time teve boa presença de campo. Perder para o Vasco aqui é normal. A circunstância é que foi ruim. A gente sairia com vantagem. Mas temos que entender que é o Brasileirão. É muito difícil.

Após a estreia, o Grêmio volta a campo pela Copa do Brasil na próxima quinta-feira, diante do Bahia, em Porto Alegre. O próximo compromisso pelo Brasileirão é diante do Palmeiras, no próximo domingo, também no Olímpico.


BRASILEIRÃO, 1ª RODADA, 20/5/2012

VASCO:
Fernando Prass; Allan, Renato Silva, Rodolfo (Rômulo, 20'/2º) e Dieyson; Eduardo Costa, Nilton, Fellipe Bastos e Carlos Alberto; Kim (Alecsandro, int) e Willian Barbio (Juninho Pernambucano, int)
Técnico: Cristóvão Borges

GRÊMIO:
Victor; Edilson, Naldo (Leandro, 28'/2º), Saimon e Pará; Fernando, Vilson, Marquinhos (Rondinelly, 22'/1º) e Marco Antônio; Miralles e André Lima (Marcelo Moreno, 20'/2º)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Gols:
No primeiro tempo, Fellipe Bastos, (V), a 22 minutos, e Fernando, (G), a 25. No segundo, Alecsandro (V), a 23.

Cartões amarelos:
Naldo, André Lima, Marco Antônio (G), Renato Silva, Juninho Pernambucano (V)

Arbitragem:
Célio Amorim dos Santos, auxiliado por Nadine Bastos e Kleber Lucio Gil (trio catarinense).

Renda:
R$ 106.440,00

Público:
5.826 (3.348 pagantes).

Local:
Estádio São Januário


Acesse o Simulador de Classificação do Brasileirão
Participe da Seleção de Craques
Confira o Histórico de Desempenho
Conheça o Guia do Brasileirão do zhEsportes


 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.