Adversário na área

No desembarque em Porto Alegre, Marcos Assunção afirma: "Teremos muita pressão"

Palmeiras já está na Capital e passou normalmente pelo saguão do Aeroporto Salgado Filho

Atualizada em 13/06/2012 | 10h5212/06/2012 | 17h39
No desembarque em Porto Alegre, Marcos Assunção afirma: "Teremos muita pressão" Lauro Alves/Agência RBS
Adversário gremista para a semifinal da Copa do Brasil desembarcou em Porto Alegre pouco depois das 17h Foto: Lauro Alves / Agência RBS

O Palmeiras já está na Capital. O adversário gremista para a semifinal da Copa do Brasil desembarcou em Porto Alegre pouco depois das 17h e passou normalmente pelo saguão do Aeroporto Salgado Filho, sem abordagens de torcedores. Na passagem rápida do saguão ao ônibus, antes de partirem para o Hotel Sheraton, o meia Marcos Assunção destacou:

— Sabemos o momento difícil que a gente vive, o estádio estará cheio e teremos muita pressão. Mas conto com os palmeirenses que vêm aqui.

Sem a presença de torcedores e com apenas três seguranças do local para escoltá-los, os palmeirenses tiveram tranquilidade para passar pelo saguão. Os jogadores, aliás, fizeram questão de minimizar as conversas com membros da Mancha Alviverde, durante o almoço em uma churrascaria, ainda em São Paulo.

— Foi uma conversa normal, uma conversa bem boa. Os integrantes foram lá em paz para dar essa tranquilidade para a gente, para que pudéssemos chegar aqui e desempenhar o futebol da melhor maneira possível. Já saiu que foram nos pressionar e é tudo mentira. Não sou de defender ninguém, sempre falo a verdade e não tem motivo para não falar a verdade. Isso foi uma coisa mentirosa, de oportunista, que não sabe o teor da conversa — explicou o volante Marcos Assunção.

— Falaram que foram nos pressionar. A torcida está de parabéns, foram dizer que estariam com a gente, que nos dariam força e que viria muita gente aqui ao Sul para nos dar força dentro de campo. Foi isso o que aconteceu. A equipe está focada, tranquila. Depois dessa conversa, estamos mais tranquilos ainda — completou.

Com poucas palavras, o zagueiro Henrique e o atacante Luan não quiseram se prolongar sobre o assunto. Mesmo assim, eles mantiveram o tom adotado por Marcos Assunção.

— Não aconteceu nada. Conversamos. Somos gente civilizada. Não foi nada demais, só coisas do futebol. O que a gente conversou fica lá e acabou — declarou o defensor.

— A conversa foi a melhor possível. Os torcedores foram lá para dar incentivo e dizer que estavam do nosso lado. Vamos entrar em campo tranquilos contra o Grêmio — resumiu o atacante.

Capitão do time e jogador mais experiente do grupo, Marcos Assunção ainda garantiu que essa conversa vai dar ainda mais força para o Verdão na semifinal da Copa do Brasil contra o Grêmio. Nesta quarta, a equipe enfrenta os gaúchos na primeira partida eliminatória, no Olímpico.

— Com certeza, (anima) saber que a torcida vai vir, vai estar com a gente, que confia em nós. Isso é importante. Falamos que se dependesse da gente, iríamos dar tudo dentro de campo para sair com a vitória, sempre com muito respeito ao Grêmio — afirmou o camisa 20.

Grêmio e Palmeiras se enfrentam no Olímpico a partir das 21h50min.

Confira uma lista com bares que transmitem Grêmio x Palmeiras
Assista a Grêmio x Palmeiras pela RBS TV

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.