Na ponta dos cascos

Pintando o 7: Elano está fisicamente pronto para estrear contra o Cruzeiro

Aliviado por sair do Santos, meia esbanjou simpatia em suas primeiras horas no Grêmio

10/07/2012 | 20h17
Pintando o 7: Elano está fisicamente pronto para estrear contra o Cruzeiro Diego Vara/
"É um jogador de alto limiar de resistência física", elogia o preparador físico Paulo Paixão Foto: Diego Vara

Restou pelo menos um consolo aos quase 50 torcedores que enfrentaram a chuva desta terça para ver o primeiro treino de Elano no Grêmio. Encerrado o trabalho, o meia sensibilizou-se ao ouvir seu nome sendo gritado à distância, aproximou-se da grade de proteção colocada ao lado do gramado suplementar e, com paciência, tirou fotos e distribuiu autógrafos.

Quem havia saído de casa sob mau tempo esperava vê-lo envolvido em alguma atividade com bola. Como era dia de reapresentação, o reforço vindo do Santos limitou-se a corridas em torno do campo.

De seu grupo, também faziam parte o lateral-esquerdo Pará e o meia Marquinhos, com quem o jogador nascido há 31 anos em Iracemápolis trabalhou durante a passagem pelo ex-clube.

O contato com Elano provocou delírio entre os torcedores, a maioria jovens, integrantes de excursões de escolas do Interior que costumam visitar o Olímpico diariamente.

— Estamos contigo, Elano! — gritavam, com canetas e pedaços de papel nas mãos.

A troca de ares fez bem ao meia, como havia previsto Dunga, seu técnico na Copa de 2010. Aliviado por sair do Santos, com cujos dirigentes vivia uma relação atritada, o meia esbanjou simpatia em suas primeiras horas no Grêmio.

No desembarque, ao ver os repórteres disputando espaço para entrevistá-lo numa área de pequenas dimensões, avisou que atenderia a todos individualmente, se isso fosse necessário. Na apresentação, elogiou a estrutura do clube e disse que lembrava um a um os jogadores que participaram da conquista do bicampeonato da Libertadores, em 1995. 

— É um jogador de alto limiar de resistência física, com boa capacidade orgânica. O mais importante é que está acostumado a colocar faixas por onde passou e isso nos dá muita esperança. O torcedor sabe que não é qualquer jogador que está chegando — comemora o preparador físico Paulo Paixão.

Na segunda-feira, Paixão recebeu dos preparadores físicos e fisiologistas do Santos um relatório sobre as condições físicas do Elano. A conclusão é de que o jogador, que fez no sábado seu último treinamento pelo clube paulista, terá condições de atuar já no domingo, contra o Cruzeiro. Tudo vai depender da publicação de seu nome, até sexta-feira, no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. 

Um novo treino está programado para a tarde desta quarta. O técnico Vanderlei Luxemburgo fará as primeiras experiências para montar a equipe que enfrentará o Cruzeiro, domingo, em Belo Horizonte. É provável que já teste um novo modelo de meio-campo, em que Elano irá aparecer como armador, ao lado de Zé Roberto, cabendo a Fernando e Souza as tarefas de marcação.

O novo reforço usará a camisa 7, imortalizada por Renato e utilizada no primeiro semestre pelo argentino Bertoglio, que retornou ao Dínamo de Kiev.

— Jogar com a camisa 7, com a qual Renato fez os gols do título mundial, é uma honra para mim — empolga-se Elano.


 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.