Sem desistir

Depois de empate, Luxemburgo valoriza campanha: "O Grêmio continua vivo"

Técnico reclamou das dimensões do gramado e confirmou três desfalques em jogo da Sul-Americana

23/09/2012 | 21h30
Depois de empate, Luxemburgo valoriza campanha: "O Grêmio continua vivo" RAMON BITENCOURT/AE/
Foto: RAMON BITENCOURT/AE

Depois do empate em 0 a 0 com o Atlético-MG, o técnico Luxemburgo comemorou a atuação da equipe. Valorizando o empenho dos jogadores dentro de campo, o  treinador gremista garante que a equipe ainda está viva na busca do título. Mesmo depois de não tirar a vantagem do time mineiro na tabela de classificação, Luxa garante que o objetivo da equipe segue o mesmo no segundo turno: fazer 37 pontos.

— O Grêmio continua vivo na competição.  Nós não viemos aqui assistir o jogo, viemos como um time grande. Acabamos saindo com o empate, mas tivemos boas chances de gol.  Hoje, é o jogo que saímos orgulhoso dos jogadores. Foi o melhor jogo com o espirito de quem joga no Grêmio, que é garra e força. Vamos viajar satisfeitos pelo empenho da equipe. O importante é ter atitude, e nós encaramos o Atlético-MG também com técnica e habilidade. Foi um grande jogo de futebol.

— Eu lembro que o Fluminense tinha um por centro de chance de não cair e conseguiu evitar. Estamos na pontuação que nós queremos. Vamos continuar e estamos com o percentual que nós queremos. Hoje, só da Libertadores. Se eles continuarem competentes, é tirar o chapéu. Mas nós continuamos acreditando — garantiu.

Confira as imagens do empate em 0 a 0 entre Grêmio e Atlético-MG

Apesar do empate em 0 a 0 com o Atlético-MG, o resultado agradou ao técnico. O que incomodou Luxemburgo foi as dimensões do gramado. Reclamando da vantagem que o time mineiro explora quando atua no Independência, o treinador valorizou as orientações aos defensores para anular as jogadas ofensivas.

— Foi um grande jogo, independente do 0 a 0. Tivemos um jogo pegado, mas com jogadas  de habilidade. Foi um jogo de decisão. Nós tiramos a velocidade do Atlético-MG e até mandei medir o gramado. É 98 por 68 metros, é tudo migué. Não sou tonto. Qualquer bola que vem aqui, o Ronaldinho já sabe onde tocar para o Bernard e o Danilinho. Para evitar essa jogada eu treinei para que o Pico e o Pará se posicionassem como zagueiros. Os jogadores entenderam. Eles tiveram cinco minutos de pressão e nós tivemos boas chances no jogo — comentou.

Com o próximo desafio marcado já para a quarta-feira, Luxemburgo confirmou três ausências para o confronto com os equatorianos. Gilberto Silva e Zé Roberto sentiram lesões e estão fora do jogo, enquanto Pará está suspenso. O camisa 10 precisou ser substituído, após levar uma pancada de Richarlyson;

— É preocupante. Ele vinha com dores na panturrilha e agora vamos ver. Ele e o Gilberto já estavam com dores. Não é em vão que o cara é campeão do mundo, o Gilberto é homem. Agora na Sul-Americana também temos o Pará suspenso. Tomara que não seja muito grave — lamentou.

Confira outros trechos da coletiva do técnico gremista:

Sul-Americana
"É prioridade. Não podemos fazer o clube fretar um avião. Eu vou com tudo que tiver de melhor, nós vamos jogar para fazer o resultado. Temos duas possiblidades de chegar na Libertadores. O clube nos dá condição de ter descanso e conforto, precisamos aproveitar isso".

Título do Brasileirão
"Eu continuo achando que temos que fazer 37 pontos. Com 74 pontos dá pra ser campeão, mas o Fluminense está em vantagem. Precisa fazer menos pontos para ser campeão; Se eles continuarem com essa pontuação, é tirar o chapéu pros caras. O nosso objetivo não será mudado".

 

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.