3 a 0

Com três de Barcos, Grêmio bate o Juventude e garante vaga nas semifinais do Gauchão

Time de Enderson Moreira controlou o jogo e enfrentará o Brasil-Pel na próxima fase

23/03/2014 | 17h51
Com três de Barcos, Grêmio bate o Juventude e garante vaga nas semifinais do Gauchão Ricardo Duarte/Agencia RBS
Barcos comemora o primeiro de seus três gols no jogo Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS

Sobraram méritos ao Grêmio em sua classificação para a semifinal do Gauchão. Na tarde ensolarada deste domingo, na Arena, o time se impôs com qualidade ao Juventude, fez 3 a 0 e agora terá pela frente o Brasil-Pel, possivelmente quarta-feira, dia 26, também em casa. A vitória foi a confirmação do bom momento da equipe.  Com três gols, o argentino Barcos foi o nome do jogo.

JOGO AO VIVO: relembre os lances de Grêmio x Juventude

Confira a tabela completa do Campeonato Gaúcho

Disposto a garantir logo a vaga, o Grêmio sufocou o Juventude desde o início. E o primeiro gol não demorou a sair. A 9 minutos, Pará foi preciso no cruzamento para Barcos, que, atrás dos zagueiros, certou o cbeceio e venceu Fernando.

Como a marcação do Juventude não encaixava, o Grêmio seguia com facilidades para criar. Riveros e Ramiro avançavam com liberdade, Pará e Wendell encontravam espaços pelos lados, Dudu investia com velocidade pela esquerda. Nas assistências, Luan era, de novo, o diferencial. A 12 minutos, Dudu recuou para Wendell, que bateu alto. Aos 16, foi de Dudu o arremate, outra vez com perigo.

Só a partir da metade do primeiro tempo o Juventude pareceu sair do transe e passou a marcar melhor. Também ganhou coragem para atacar, como na investida de Yann, que livrou-se de Riveros e Pará e arriscou um chute rasteiro, a 28 minutos.

Um tanto quanto desatento, o Grêmio permitiu que o Juventude seguisse no ataque no começo da segunda etapa. Mas o time de Enderson Moreira tinha Luan e sua qualidade nas assistências para sair do sufoco. Foi dele o passe longo, a 5 minutos, para Barcos, que errou a conclusão.  

A 12 minutos, Barcos cobrou com força o pênalti que Juliano havia cometido sobre Wendell e ampliou para 2 a 0.  

Mesmo que ainda houvesse muito tempo pela frente, toda a Arena sabia que a classificação estava assegurada. O máximo que o Juventude tentava eram os cruzamentos para Zulu, mas Werley e Rhodolfo o controlavam sem maior dificuldade.

Com autoridade, o Grêmio passou a trocar passes e investir em jogadas de velocidade. A 22, Fernando salvou com os joelho chute de Dudu. A festa se completou a 27 minutos, quando Dudu "dançou" na frente do marcador e serviu a Barcos, que ainda driblou Fernando antes de fazer 3 a 0.

Ainda sobraria tempo para que outro argentino, Alán Ruiz, fizesse uma das mais empolgantes jogadas da partida, enfileirando três marcadores e servindo a Everton, que seria derrubado. Na cobrança, ele quase marcou o quarto.

GAUCHÃO, QUARTAS DE FINAL, 23/3/2014

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Edinho, Ramiro, Riveros (Alán Ruiz, 31'/2º), Luan (Jean Deretti, 39' /2º)e Dudu (Everton, 34'/2º); Barcos

Técnico: Enderson Moreira

JUVENTUDE: Fernando; Juliano (Rodrigo Heffner, 30'/2º), Rafael Pereira, Diogo e Julinho; Vacaria (Ermel 25'/1º), Mika, Jardel e Yann; Douglas e Zulu

Técnico: Roger Machado

Gols: Barcos (G), a 9 do primeiro tempo, 12 e 27 do segundo

Cartões amarelos: Edinho, Ramiro, Riveros (G), Zulu, Juliano, Mika, Rodrigo Heffner (G)

Renda: R$ 773.226,00

Público: 23.718 (22.317 pagantes)

Arbitragem: Anderson Daronco, auxiliado por Alexandre Kleiniche e Maurício Penna.

Local: Arena do Grêmio

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.