1 a 1

Rhodolfo marca nos acréscimos e Grêmio arranca empate diante do Newell's

Ponto valioso mantém a equipe de Enderson Moreira na liderança do grupo

19/03/2014 | 23h55
Rhodolfo marca nos acréscimos e Grêmio arranca empate diante do Newell's Juan Mabromata/AFP
Jogo foi bem disputado em Rosario Foto: Juan Mabromata / AFP

Estava escrito em algum lugar que tinha de ser assim no Coloso del Parque. Com defesas de Grohe e o gol salvador de Rhodolfo nos acréscimos, veio o empate em 1 a 1 que pode ser o da classificação. O Grêmio volta de Rosario ainda líder do grupo da morte. Foi um jogo de xadrez. E de alma.

JOGO AO VIVO: relembre os lances de Newell's x Grêmio

O Grêmio começou com autoridade, mesmo com o caldeirão do Coloso del Parque transbordando, com 40 mil pessoas. Enderson posicionou Dudu pela esquerda, Luan centralizado e Riveros pela direita, com Barcos adiantado. Edinho e Ramiro, alinhados, foram os volantes. Luan caía mais pela esquerda, com Dudu. Assim, Enderson tentou constranger as combinações do lateral Lopez, de Bernardi e de Maxi, o lado ofensivo forte do Newell's. À custa de muita disciplina defensiva, o time todo voltando ao seu campo para marcar.

Os argentinos (Villalba, Bernardi, Figueroa no comando) giravam a bola para mover as linhas do Grêmio, mas nada de o espaço aparecer. As raras chances do Newell's são prova disso. Uma veio de longe, com Figueroa entrando na diagonal e arrematando para Grohe espalmar feito condor do altiplano, a 16 minutos. Arremate de dentro da área mesmo, só a 45. Casco girou e chutou rasteiro. De novo, Grohe salvou, desta vez com reflexo de tigre, no cantinho. E pensar que ele perdeu um ano na reserva de Dida, no ano passado.

Fora isso, o Grêmio teve menos a bola, mas chegou no contra-ataque, apesar da imprecisão: Luan, a 19; Pará, de falta, a 31; Barcos, a 33; Dudu, a 35. Todos chutes inexpressivos. O caldeirão acusou o golpe e cantou menos diante das dificuldades do time de casa, que não conseguia se impor Na volta do intervalo, um susto. Wendell errou dentro da área e Banega acertou o travessão. O Newell's passou a arriscar mais no lance individual. Se acercou de Grohe. Melhorou muito na segunda etapa.

O jogo pegou fogo. Ficou lá e cá. Golpe e contra-golpe.O desafogo gremista era Luan, que a drible e na velocidade tirava o Grêmio de trás feito um meteoro no espaço. Em um destes lances, ele achou Ramiro, que desferiu um torpedo e Guzmán fez sua primeira defesa realmente salvadora. A resposta veio no cabeceio de Ponce. Grohe salvou. Ele e o travessão impediram o gol. Mas seria exigir demais um quarto milagre de Marcelo Grohe.

Pularam dois no alto com Trezeguet. A bola sobrou para Figueroa, e depois para Maxi Rodriguez fuzilar. O Grêmio vazava pela primeira vez na Libertadores. Imediatamente, Enderson tirou Edinho e colocou Alán Ruiz. Foi para cima com bravura, mas aí o caldeirão do Coloso del Parque entrou em campo. A torcida ajudou em cada carrinho argentino para segurar o resultado. Mas como determina a história do Grêmio, o empate veio no finzinho, com Rhodolfo, de cabeça, nos acréscimos.

 .

LIBERTADORES — GRUPO 6 — 4ª RODADA — 19/3/2014

NEWELL'S OLD BOYS: Guzmán; Cáceres, Víctor López, Heinze e Casco; Villalba, Bernardi (Castro, 43'/2º) e Banega (Orzán, 26'/2º); Maxi Rodríguez, Figueroa e Ponce (Trezeguet, 26'/2º).

Técnico: Alfredo Berti

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará (Everaldo, 43'/2º)Werley, Rhodolfo e Wendell; Edinho (Alán Ruiz, 36'/2°), Ramiro, Riveros, Luan e Dudu; Barcos

Técnico: Enderson Moreira

Gols: Maxi Rodríguez (N), a 33 minutos do segundo tempo; Rhodolfo (G), aos 46 minutos do segundo tempo.

Arbitragem: Carlos Vera, auxiliado por Christian Lescano e Byron Romero (trio equatoriano)

Local: Estádio Coloso del Parque, em Rosario-ARG

PRÓXIMO JOGO — GAUCHÃO
23/3/2014,DOMINGO,16H
GRÊMIO X JUVENTUDE

OMINGO,16H
GRÊMIO X JUVENTUDE

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.