Em recuperação

Da ascensão à lesão: os altos e baixos do garoto Luan no Grêmio

Com trajetória meteórica, não conseguiu manter rendimento após fratura

12/08/2014 | 20h13
Da ascensão à lesão: os altos e baixos do garoto Luan no Grêmio LUCAS UEBEL/Grêmio/Divulgação
Foto: LUCAS UEBEL / Grêmio/Divulgação

A queda de rendimento do garoto Luan, 21 anos, de ótimas atuações no primeiro semestre, intriga a torcida do Grêmio. A velocidade e os dribles que encantaram na Libertadores pouco foram vistos após a fratura na mão sofrida em abril. E com Felipão, ficou no banco no Gre-Nal.

Oriundo do futsal paulista, Luan passou a jogar no campo há somente dois anos, desde que começou a atuar no Tanabi, em 2012, pela Série B-1 do Paulistão. Passou ainda por América de São José do Rio Preto - sua cidade natal -, e Catanduvense antes de chegar ao Olímpico.

Quem acompanhou sua trajetória de perto foi o executivo do departamento de formação do Grêmio, Júnior Chávare. Foi ele quem o trouxe no início de 2013 para o time de juniores. E acredita que o mau momento é algo passageiro.

Leia mais notícias sobre o Grêmio
Confira a tabela do Brasileirão

— É muito comum de acontecer com um jovem que está se firmando. A contusão o prejudicou muito. A parada para a Copa também quebrou a sequência que ele estava tendo. São variáveis que, somadas, fizeram com que ele talvez não esteja no nível que se imaginava. Mas nos últimos jogos, deu sinais que irá retomá-lo — analisa Chávare.

A instabilidade é vista como natural pelo dirigente, até pela ascensão meteórica que Luan teve neste ano. Outro ponto colocado por Chávare foi a forte marcação que os adversários passaram a realizar após suas atuações destacadas.

— Ele começou a fazer funções que não estava acostumado, se tornou mais participativo no time. A gente já esperava esta oscilação até pela idade dele — complementou.

Felipão e a torcida esperam que Luan se recupere logo para que o Grêmio possa reagir no Brasileirão.

Walace minimiza elogios por atuação no Gre-Nal: "O importante é o Grêmio"
Dia de reapresentação do Grêmio tem treinos físicos em dois turnos


Veja os altos e baixos de Luan no time do Grêmio:

Ascensão no Grêmio B
Luan chegou aos juniores em fevereiro de 2013 e foi um dos grandes destaques da equipe no Brasileirão sub-20. Em 37 jogos pela base, marcou 17 gols. No início deste ano, integrou o Grêmio B do técnico Mabília, que disputou três jogos no Gauchão. Chamou a atenção com suas atuações e logo foi incorporado ao grupo profissional.

Gre-Nal como titular
Não demorou muito para ganhar a confiança de Enderson Moreira. Entrou na vaga de Kleber contra o Lajeadense, pelo Gauchão, e foi um dos grandes destaques com sua velocidade e seus dribles curtos. Depois, não saiu mais do time. No jogo seguinte, o primeiro Gre-Nal do ano, foi a principal surpresa do treinador e iniciou como titular.

Destaque na Libertadores
A boa campanha do Grêmio na fase de grupos da Libertadores passou muito pelo ótimo momento de Luan. As grandes atuações nos dois jogos contra o Newell's Old Boys-ARG e também sobre Atlético Nacional-COL, na Arena, quando marcou um golaço, foram seu cartão de visitas. Foi quando viveu o seu melhor momento na equipe.

A lesão na Colômbia
Durante o jogo contra o Atlético Nacional-COL em Medellín, pela Libertadores, Luan fraturou dois ossos metacarpianos da mão direita e teve de passar por cirurgia. O garoto precisou imobilizar o braço com uma tala. Voltou a treinar duas semanas depois, com uma proteção no local. Mas ainda precisava melhorar a parte física.

Retorno apressado ao time
Foram 23 dias entre a cirurgia na mão e o retorno ao time, contra o Atlético-MG. Foi titular na decisão contra o San Lorenzo, na eliminação na Libertadores. Mas sofreu com a falta de ritmo de jogo. Enderson o mandou para o banco contra a Chapecoense. Na época, o técnico admitiu que a volta ao time ocorreu antes do prazo ideal.

Artilharia na Seleção sub-21
Se caiu de produção no Grêmio, Luan foi um destaques da seleção brasileira sub-21 que conquistou o Torneio de Toulon, na França. Mesmo reserva, teve ótimas atuações ao entrar durante os jogos. Marcou três gols e foi o goleador da equipe ao lado do titular Ademilson. Na artilharia do torneio, só ficou atrás do francês Bahebeck, que fez quatro.

Reserva com Luiz Felipe Scolari
Após voltar da seleção sub-21, Luan foi titular nos quatro primeiros jogos após a parada do Brasileirão para a Copa - três com Enderson e um com o interino André Jardine. Teve atuações discretas, que pouco lembravam o primeiro semestre. Com Felipão, no Gre-Nal, foi para o banco. Terá de recuperar a confiança para voltar ao time titular.

Quem ganha e perde espaço no Grêmio de Felipão após o Gre-Nal
Estreia de Felipão na Arena terá promoção de ingressos
Gremista ZH: Pará e Ramiro estão no Grêmio por inércia

Acompanhe o Grêmio no Brasileirão através do Gremista ZH. Baixe o aplicativo:

Android

IOS

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.