Responsabilidade

Weverton sobre pênalti contra o Grêmio: "Eu não pedi para bater"

Goleiro do Atlético-PR desperdiçou cobrança contra Marcelo Grohe

Por: ZH Esportes
21/09/2016 - 23h35min | Atualizada em 21/09/2016 - 23h45min

Um dos principais personagens da decisão nos pênaltis entre Grêmio e Atlético-PR, o goleiro Weverton disse que a ordem para executar uma das cobranças, que foi defendida por Marcelo Grohe, foi do técnico Paulo Autuori, e não sua iniciativa.

— Veio ordem do banco de reservas para eu fazer a cobrança. Eu não pedi para bater, me colocaram porque eu treinei. A minha responsabilidade é pegar pênalti — afirmou Weverton.

Leia mais
Leonardo Oliveira: a virada de Grohe não pode esconder erros do Grêmio
Henrique Almeida pede desculpas por ofensa à torcida: "Nada justifica"
Grohe admite falha e comemora volta por cima: "Renato me deu moral"


O goleiro, que foi medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio, é um dos líderes do elenco do Atlético-PR. E garante que não foi por iniciativa sua que Juninho deixou de executar a penalidade.

— Recebi muitas mensagens. As pessoas estão achando que eu tomei a bola do Juninho e não foi isso. Mandaram um aviso para eu bater pênalti, mas a minha função é pegar pênalti e já tinha feito a minha parte. Já estava me posicionando para onde eu fico e me voltaram para bater. Parece que o culpado da derrota fui eu e me chamaram de soberbo, mas não estou entendendo nada — completou.

Acompanhe o Grêmio no Gremista ZH. Baixe o aplicativo:

App Store

Google Play

ZHESPORTES


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.