De olho na Libertadores

Edílson comenta a importância dos últimos jogos no Brasileirão: "São todos mata-mata"

Lateral, que será titular contra o Atlético-PR, projetou o confronto com o adversário direto pelo G-6

Por: ZH Esportes
12/10/2016 - 18h54min | Atualizada em 12/10/2016 - 18h57min

A dois pontos do G-6, o Grêmio não quer desperdiçar a chance de obter a classificação à Copa Libertadores via Brasileirão. E uma boa estratégia para alcançar esse objetivo é pontuar diante de adversários diretos nessa briga.

Nesta quinta-feira, às 21h, na Arena, a equipe enfrenta o Atlético-PR, que abre o G-6 com 45 pontos — o Grêmio, tem 43. Uma das lideranças do vestiário tricolor, o lateral Edílson pediu atenção para que o time não deixe mais para trás pontos preciosos.

— Esses 10 últimos jogos do Brasileirão são todos mata-mata. A gente chega numa reta final, onde a gente pode brigar por G-4, G-6, então, são finais. Nossa equipe está muito preparada para isso. Às vezes, jogos do primeiro turno a gente perde um e vai recuperar no segundo turno. Agora, não. Perdeu, já era.

Leia mais:
Em treino com presença da torcida, Renato mantém o mistério na escalação do Grêmio
Grêmio x Atlético-PR: tudo o que você precisa saber para acompanhar a partida
O caminho dos adversários do Grêmio na luta por vaga à Libertadores

Foto: Lucas Uebel / Grêmio, Divulgação

Edílson também usou seu papel no grupo gremista para explicar a folga que o grupo teve, mesmo com jogos importantes que estão por chegar.

— A semana foi muito positiva. Nossa folga também foi treino, porque é um descanso necessário pela sequência de jogos que a gente vinha tendo. Foi muito importante para desligar um pouquinho dos jogos e relaxar com a família e com as pessoas próximas que nós gostamos.

Recuperado de lesão, Maicon foi outro a falar com a imprensa. Cotado para ser titular contra o Atlético-PR, o volante comentou a recuperação.

— Tô 100%, graças a Deus. Eu vim de algumas lesões que não são normais. Não sou de ficar me machucando, mas acontece. Às vezes a gente treina forte, joga forte, é normal do futebol. Todas as equipes têm jogadores que ficam lesionados e acabam ficando no departamento médico. Aqui, eu me recuperei muito bem de todas as lesões que eu tive e agora estou à disposição. No que o professor Renato precisar, vou procurar fazer o meu melhor como sempre fiz — disse Maicon.

Acompanhe o Grêmio no Gremista ZH. Baixe o aplicativo:

App Store

Google Play

*ZHESPORTES


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.