1 a 0

Grêmio vence o Atlético-PR e encosta no G-6

Resultado levou o time de Renato Portaluppi aos 46 pontos no Brasileirão

Por: Adriano de Carvalho
13/10/2016 - 23h11min | Atualizada em 13/10/2016 - 23h11min
Grêmio vence o Atlético-PR e encosta no G-6 André Ávila/Agencia RBS
Foto: André Ávila / Agencia RBS

Com pontuação de G-6, o Grêmio se assanha por uma vaga na Libertadores. Ao vencer o Atlético-PR nesta quinta por 1 a 0, com gol de Pedro Rocha e boa atuação na Arena, o time de Renato chegou aos 46 pontos na tabela, igualando-se ao Fluminense, mas atrás pelo critério do saldo de gols. Contra o Santos, domingo, na Vila Belmiro, o desafio será melhorar a efetividade do ataque, que abusou dos gols perdidos em casa.

Ao anunciar Pedro Rocha como titular do ataque para encarar o Atlético-PR, deixando Everton no banco, o técnico Renato Portaluppi colocou em prática seu plano de utilizar Luan pelos lados do campo. Abdicando de um homem de referência na área, o treinador apostou na movimentação de sua dupla de ataque, buscando infiltrações em tabelas com Douglas.

Leia mais:
Confira a tabela de classificação do Brasileirão


Com marcação eficiente, o Grêmio se instalou no campo do Atlético-PR. E utilizou sua superioridade na posse de bola para criar chances. Só que pecava nas finalizações, fundamento que tem causado dores de cabeça a Renato desde sua chegada.

Nos primeiros 12 minutos, foram três oportunidades e três conclusões tortas. Aos 6, Douglas pegou de primeira, a esquerda do gol. Aos 9, Luan mandou perto da bandeira de escanteio. Depois, Pedro Rocha armou o chute e a bola foi parar na linha lateral.

Se não acertava o gol, o Grêmio ao menos controlava o adversário. Tanto que, aos 19, Edílson avançou pela direita e obrigou Weverton a defender em dois tempos. Depois, Maicon arrancou um "uhh" das arquibancadas. Aos 21, o capitão dominou no campo de defesa e visualizou o goleiro do Atlético-PR adiantado. Tentou encobrí-lo com um chute seco, mas mandou por cima do travessão, a centímetros de um golaço que lhe renderia um busto na Arena.

No minuto seguinte, foi a vez de Walace empolgar a torcida. Em arrancada veloz pelo meio, driblou dois marcadores, superando Paulo André com facilidade. Na conclusão, cara a cara com Weverton, mandou longe. Repetindo o velho problema gremista.

Aos 30, Luan obrigou Weverton a espalmar com dificuldade. Depois, aos 42, coube a Pedro Rocha, em chute de fora da área, arrancar um rebote do goleiro, que Ramiro não aproveitou. Somente aos 46 que o Grêmio abriu o placar. Em escapada pela direita, Edílson entrou na área e chutou forte, arrancando mais um rebote de Weverton. Só que desta vez Pedro Rocha estava ligado e avançou com oportunismo para concluir ao gol: 1 a 0.

Depois do intervalo, o Grêmio seguiu marcando em cima. A 30 segundos, Maicon serviu Luan, na entrada da área, que bateu colocado ao lado do gol. Aos 6 minutos, Luan aplicou um drible de futsal em Léo e cruzou para Pedro Rocha mandar por cima. Confiante, Luan também acertaria uma cobrança de falta na trave aos 9.

Pressionando desde o campo de ataque, o Grêmio não dava espaços ao Atlético-PR. Aos 15, Douglas lançou Pedro Rocha, que avançou pela esquerda e devolveu ao camisa 10, dentro da área, que concluiu sobre a zaga adversária. Depois, Renato ainda apostaria na velocidade de Everton, que ingressou no lugar de Rocha. E por pouco não ampliou ao final: aos 42, um chute de Douglas rebateu na zaga do Atlético-PR e sobrou para o garoto, que concluiu em cima de Weverton. A vitória, ao final, deixou o Grêmio com pontuação de G-6.

Acompanhe o Grêmio através do Gremista ZH. Baixe o aplicativo:

App Store

Google Play

*ZHESPORTES


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.