Exigência

Renato valoriza vitória, mas admite: "Poderíamos ter criado mais"

Técnico gremista exaltou posse de bola, mas disse que o time precisa evoluir nas próximas rodadas

Por: ZH Esportes
12/02/2017 - 19h45min | Atualizada em 12/02/2017 - 20h35min
Renato valoriza vitória, mas admite: "Poderíamos ter criado mais" Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS  

O Grêmio venceu o Passo Fundo neste domingo, mas ainda não convenceu o técnico Renato Portaluppi. Para o treinador, o time só vai atingir seu potencial a partir da quinta ou sexta rodada. No jogo deste domingo, o primeiro do time titular sem Douglas, a criação foi limitada, apesar de uma posse de bola de 72%.

— É normal, é início de temporada. As equipes do Interior estão com mais ritmo. O Grêmio mandou no jogo, teve 72% de posse de bola. Mas mesmo com a posse de bola, criamos pouco. Demos pouco trabalho ao goleiro adversário. O adversário não saía, os espaços eram curtos. Poderíamos ter criado mais, mas o mais importante são os três pontos. Não adianta massacrar o adversário e não ganhar o jogo. A equipe precisa melhorar, vai melhorar. O importante foram os três pontos, fomos a seis no campeonato — analisou o técnico.

Leia mais:



Renato admitiu que não há no elenco um jogador para suprir a carência aberta pela lesão de Douglas. Por isso, será necessário adaptar o estilo a Miller Bolaños ou outro meia que seja escalado no setor.

— Nós precisamos nos adaptar ao Miller ou a outro jogador. Não adianta ficar lamentando. Estou bastante triste com a saída do Douglas, perdemos nosso grande jogador, nosso 10, por seis meses. Precisamos nos adaptar a um novo jogador na posição. Temos que procurar a solução do problema. Hoje, o Miller esteve bem. Outro Douglas não vamos encontrar. Todo treinador gosta de um jogador assim. Apesar de ter sido uma vitória magra hoje, eu dedico ao Douglas por tudo o que ele já fez pelo clube. Espero que amanhã ocorra tudo bem (na cirurgia do meia). Em breve, estará conosco — destacou.

Com a lesão de Douglas e a venda de Walace ao Hamburgo, o Grêmio perdeu duas peças importantes do meio-campo. Para Renato, um jogador para a criação e um finalizador devem ser as prioridades da diretoria na busca por reforços.

— A diretoria não está parada, está se mexendo. Enquanto não chegam alguns jogadores, eu vou quebrando minha cabeça. Sou pago para isso, quebro minha cabeça dentro do possível. Não coloco ninguém contra a parede. Estamos trocando ideias, conversando. O grupo do Grêmio é bom, daqui a pouco chegam mais jogadores para reforçar. Deixa que eu quebro a minha cabeça, vou dando oportunidades aqui e ali — completou.

O Grêmio terá a semana completa para treinar e só volta a campo no próximo domingo, quando recebe o São José na Arena.

Acompanhe o Grêmio no Gremista ZH. Baixe o aplicativo:

App Store

Google Play

*ZHESPORTES

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.