Áudio revelador

São Paulo afirma ter gravação que comprova aliciamento do Inter a Oscar

Entrevista do jogador teria sido concedida após decisão da Justiça de o meia voltar a São Paulo

16/04/2012 - 12h05min
São Paulo afirma ter gravação que comprova aliciamento do Inter a Oscar Alexandre Ernst/
Oscar pediria para que a conversa não fosse veiculada, uma vez que teria de falar com o Inter antes de voltar ao Beira-Rio Foto: Alexandre Ernst  

Uma entrevista concedida por Oscar seria um dos trunfos do São Paulo para comprovar a tese de a decisão do meia de se recusar a voltar ao Morumbi não teria sido tomada pelo jogador. Segundo o blog do Perrone, a cúpula são paulina se baseia neste áudio para comprovar que houve aliciamento ao jogador por parte do Inter.

Na entrevista, gravada supostamente após a decisão da Justiça paulista sobre o retorno do vínculo de Oscar com o clube paulista, Oscar pediria para que a conversa não fosse veiculada, uma vez que teria de falar com o Inter para os gaúchos o liberarem a apresentação no Morumbi. O repórter ou a empresa que realizou a entrevista não foram revelados.

Leia mais:
Caso Oscar: postura de presidente do São Paulo agrada diretoria do Inter
Apesar do silêncio do SPFC, Fernandão garante que Oscar continua no Inter
Advogado do Inter afirma: Pretensão do São Paulo não tem amparo legal

Já o Inter conta com o chamado do ministro Guilherme Augusto Caputo Bastos, um dos três juízes da Segunda Turma do TST, para uma reunião entre os representantes de Oscar e do clube paulista na capital federal. A expectativa é que ocorra um acordo, fato que seria a última tentativa antes do julgamento da medida cautelar solicitada pelo Inter. Nesta terça-feira acaba o prazo dado ao São Paulo para apresentar as suas justificativas ao tribunal.

— A gente nunca descarta um acordo, mas não podemos parar tudo porque não temos resposta — afirmou o advogado do Inter, Daniel Cravo.

Notícias Relacionadas

Caso Oscar 14/04/2012 | 10h13

Luigi espera acordo com o SPFC: "Caso não aconteça, TST entrará em ação"

Em meio à festa de 103 anos do clube, sexta à noite, presidente colorado disse que oferta gaúcha foi "extraordinária" depois de quatro horas de reunião