Teimosia certeira

"Tinga pediu para eu ficar, mas entrei na área", diz Fabrício sobre gol no Gre-Nal

Domingo, lateral-esquerdo marcou de cabeça o gol da vitória do Inter no clássico de número 392

01/05/2012 | 15h34
"Tinga pediu para eu ficar, mas entrei na área", diz Fabrício sobre gol no Gre-Nal Mateus Bruxel/
Fabrício: Gol da vitória no Gre-Nal e sequência de pelo menos três jogos pela frente Foto: Mateus Bruxel

Insistente, Fabrício "desobeceu" a Tinga e partiu para a área para roubar a cena no clássico Gre-Nal de domingo, no Beira-Rio. Saiu de uma cabeçada dele o gol que garantiu a vitória do Inter e deu ao clube o título da Taça Farroupilha. Pois além da impulsão e da facilidade para o cabeceio, o lateral-esquerdo Fabrício teve também de mostrar uma dose alta de teimosia.

Depois do treinamento da manhã desta terça-feira, o camisa 14 contou detalhes de dentro do campo sobre o lance que originou o gol. Ele precisou "brigar" com Tinga e Leandro Damião, dois dos principais nomes do elenco, para ir à área e garantir a vitória colorada.

— Nem era para eu ter ido ao ataque. Na verdade, o Jackson é que deveria ir para a área, mas olhei para trás e vi ele na sobra. Então eu fui, o Tinga até pediu para eu ficar no rebote, mas entrei na área. O Damião ainda falou para eu ficar no segundo pau, fui no primeiro e tive a felicidade de subir para fazer o gol — contou.

Em meio às comemorações, Fabrício teve que ouvir as brincadeiras dos companheiros que antes pediram para ele não adentrar na área: "Você é teimoso, hein?", disseram durante a celebração.

Com a lesão de Kleber, o jogador deve ganhar sequência entre os titulares colorados. E deseja mostrar que o Inter fez bem em investir na sua contratação. No final da temporada passada, o clube pagou em torno de R$ 3 milhões para a Portuguesa.

— Venho trabalhando forte para estar preparado e aproveitar essas chances. O gol foi muito importante para mim e para o time, pois nos deu o título e a classificação para a final. Vejo uma grande oportunidade, vou ter a sequência de três ou quatro jogos para mostrar o meu potencial e que o Inter não me comprou à toa — ressaltou.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.