Em boa fase

"Eles têm de me esquecer", diz meia Oscar sobre o São Paulo

Em boa fase até na seleção, meia colorado afirmou que camisa 10 do Brasil não é de Ganso

16/06/2012 | 11h06
"Eles têm de me esquecer", diz meia Oscar sobre o São Paulo Alexandre Lops, Divulgação Inter/
"O Inter me acolheu muito bem e eles sabiam do meu potencial desde o começo", disse o meia Foto: Alexandre Lops, Divulgação Inter

O meia colorado Oscar falou ao jornal Lance! sobre sua boa fase no Inter e na Seleção e sobre o imbróglio com o São Paulo, que o tirou dos gramados por 47 dias.

– O São Paulo sabia que estava perdendo um grande jogador. Eu já era profissional, estava entrando nos jogos, jogando bem. Era novo, tinha 17 anos. Também sabia que poderia me tornar um grande jogador. Mas eles têm de me esquecer, têm outros jogadores para se preocupar – disse o meia sobre a briga entre o clube paulista e o Inter por seu passe.

Uma das esperanças brasileiras para conquistar a inédita medalha de ouro no futebol, em Londres, Oscar foi peça fundamental nos últimos amistosos disputados pela Seleção Brasileira. Nem assim, ele se considera garantido para os Jogos Olímpicos, mas avisa: a camisa 10 ainda não tem dono.

– A Seleção ainda não tem um camisa 10, ela não é do Ganso. Existe essa dúvida. Pode ser eu, pode ser o Ganso, o Kaká... O mais importante é estar entre os titulares, e não importa que seja com a 10. Mostrei que posso ser o camisa 10, o titular do meio de campo desta equipe. Estou pronto e Mano (Menezes) sabe disso.

Sobre o Inter, o meia afirmou que ainda tem muito para oferecer ao clube.

– O Inter me acolheu muito bem e eles sabiam do meu potencial desde o começo, me preparei bem no primeiro ano e, no segundo, me tornei titular. Aí, me destaquei e ganhei chances na Seleção. O trabalho aqui está sendo muito bom.

O jogador estará em campo neste sábado contra o Botafogo no Beira-Rio, às 18h30min, escalado no meio-campo considerado ideal por Dorival Júnior, ao lado de D'Alessandro, Guiñazu e Sandro Silva.

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO — 5ª RODADA — 16/6/2012

ESCALAÇÕES:

INTER: Muriel; Nei, Dalton, Índio e Fabrício; Sandro Silva, Guiñazú, Oscar e D'Alessandro; Dagoberto e Leandro Damião. Técnico: Dorival Júnior.

BOTAFOGO: Jefferson; Lucas, Brinner, Fábio Ferreira e Lennon; Lucas Zen, Renato, Vitor Júnior, Andrezinho e Fellype Gabriel; Herrera. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Arbitragem: Paulo César Oliveira (FIFA/SP), auxiliado por Vicente Romano Neto (SP) e Herman Brunel Vani (SP)

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre

Horário: 18h30min

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.